17/8/12 3:03
Atualizado em 12/5/16 às 17:54

1º Seminário de Comunicação Pública do DF

Evento inédito no DF promoverá discussão sobre a democratização da comunicação pública

O governador Agnelo Queiroz abriu na noite desta quinta-feira (16) o 1º Seminário de Comunicação Pública do Distrito Federal (#ComunicaDF). Aproximadamente 300 pessoas, entre representantes da sociedade civil, entidades públicas e privadas, além de veículos de comunicação, participaram do primeiro dia do encontro, que estabelecerá diálogos e propostas sobre a democratização da comunicação pública no DF.

Agnelo Queiroz destacou que o debate sobre o tema com a sociedade é um marco no Distrito Federal, uma vez que em gestões anteriores a comunicação pública era centralizada apenas no governo. “A intenção é dialogar com a população, trocar idéias com diversas entidades do setor, mídias e membros da sociedade civil. Assim, poderemos construir uma política de comunicação pública comprometida com a verdade e fortalecer a democracia”, observou o governador.

Responsável pela realização do seminário, inédito no DF, a secretária de Comunicação Social, Samanta Sallum, explicou que a iniciativa pretende trazer todos os segmentos da sociedade para debater novas políticas para a comunicação pública. “A importância desse evento é que seja uma realização conjunta, não um plano de governo unilateral. Existe uma série de pautas de vários setores, e, pela primeira vez, os objetivos do governo convergem com as demandas desses segmentos que participam do seminário”, afirmou a secretária.

Os principais assuntos a serem abordados pelos Grupos de Trabalho (GTs) no seminário serão a comunicação entre o GDF e a população; comunicação pública e comunitária no DF; acesso à internet e comunicação digital; políticas para incentivar a produção e a pluralidade na mídia; funções educativas da comunicação; e a participação social nas políticas de comunicação.

O presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Nelson Breve, que faz parte do grupo de palestrantes, acredita que o seminário ajudará a estabelecer melhores parâmetros de cidadania à população. “A comunicação pública envolve dois direitos: o de dizer e o de saber. Esses dois direitos são fundamentais para todas as pessoas. Quando esse tema é discutido junto à sociedade, ele torna o direito provido e garantido”, sustentou.

Para o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seção DF, Francisco Caputo, a iniciativa do GDF é extraordinária. “A comunicação do estado com a sociedade é importante para a transparência. Quanto mais atores debaterem, melhores serão os resultados. É um passo decisivo para alcançar o desenvolvimento econômico e social”, analisou Caputo.

Conselho Comunitário de Comunicação – Um dos temas mais esperados pelos participantes do #ComunicaDF é a criação de um Conselho Comunitário de Comunicação no Distrito Federal, reinvindicação antiga dos que trabalham com TVs e rádios comunitárias. O governador Agnelo Queiroz ressaltou que a pauta já é estudada pelo GDF. “Como prova do nosso compromisso com a comunicação pública, anuncio que já determinei à nossa consultoria jurídica a criação e regulamentação de um Conselho Comunitário, como estabelece a lei orgânica”, assegurou o governador.

“É muito bom que o GDF esteja abordando o tema de uma forma democrática e ampla, aberta à sociedade. As discussões fortalecerão o campo público das comunicações”, comentou Paulo Moura, fundador da TV Comunitária.

O seminário será realizado até o dia 18 de agosto, na Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em Brasília. Nesta sexta-feira (17), o evento ocorrerá das 9h às 21h, e no sábado (18), das 9h às 17h. Mais informações pelo telefone (61) 2020-3000.