15/7/16 0:09
Atualizado em 15/7/16 à 0:17

Segurança e transporte público são temas da Roda de Conversa no Riacho Fundo II

Encontro com o governador Rodrigo Rollemberg, na noite dessa quinta (14), reuniu 800 pessoas. Atenção ao comércio informal na região administrativa também estava entre as questões apresentadas

O Riacho Fundo II recebeu na noite dessa quinta-feira (14) a quarta edição da Roda de Conversa em 2016. Cerca de 800 pessoas, segundo o Corpo de Bombeiros, reuniram-se na quadra poliesportiva da QN 14D para dialogar com o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg. Desse total, inscreveram-se no sorteio para fazer perguntas diretamente a ele 152 participantes — 82 da sociedade civil e 70 de movimentos sociais — e foram sorteados 15. As boas-vindas aos presentes ficaram a cargo da Forrojada, banda de forró local com 18 anos de estrada. Dessa vez, o encontro contou com a tradução de dois intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Roda de Conversa com o governador Rollemberg reuniu 800 pessoas no Riacho Fundo II.
Roda de Conversa com o governador Rollemberg reuniu 800 pessoas no Riacho Fundo II. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Melhorias no sistema de transporte público estavam entre as demandas apresentadas ao governador. A aposentada Isabel Alves reclamou que os ônibus passam sempre lotados, o que torna as viagens incômodas. Rollemberg disse que a situação decorre da falta de autonomia das linhas do local, porque todas vêm do Recanto das Emas. “O DFTrans [Transporte Urbano do Distrito Federal] já iniciou os estudos para viabilizar linhas que saiam diretamente do Riacho Fundo II, e o primeiro passo foi dado com a entrega do terminal rodoviário.”

O diretor da Associação Comercial do Riacho Fundo II, Francisco Dorion, quis saber se o governo tem previsão para atender quem trabalha com comércio informal. O governador respondeu que a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) já lançou edital para construção da feira da região administrativa.

A segurança pública foi uma das preocupações levadas pelo comerciante Leonardo Ferreira de Araújo, de 31 anos. “Nós que trabalhamos no comércio temos receio de ser assaltados e entendemos que o aumento do efetivo poderia contribuir para elevar a nossa sensação de segurança.” De acordo com o governador, 80 policiais militares foram destacados recentemente para reforçar a segurança na região.

Rollemberg também pediu mais envolvimento do Conselho de Segurança do Riacho Fundo II na discussão de políticas que contribuam para a redução da violência. “O fortalecimento e a participação ativa dos conselhos de segurança são de fundamental importância para que a polícia identifique com mais rapidez os pontos de venda de droga, iniba a ação de bandidos e atue sobretudo na prevenção.”

Neste ano, o governador já dialogou com moradores de Águas Claras, de São Sebastião e de Brazlândia. Em 2015, Rollemberg encontrou-se com a população da Candangolândia, do Itapoã e do Recanto das Emas.

“O fortalecimento e a participação ativa dos conselhos de segurança são de fundamental importância para que a polícia identifique com mais rapidez os pontos de venda de droga, iniba a ação de bandidos e atue sobretudo na prevenção.” Governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg

Compareceram ao encontro desta noite no Riacho Fundo II o administrador regional, Vicemá Medeiros; os comandantes-gerais da Polícia Militar do DF, coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira, e do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Hamilton Santos Esteves Junior; os diretores-gerais da Polícia Civil, Eric Seba, e do Departamento de Trânsito do DF, Jayme Amorim de Sousa; os secretários da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal, de Habitação e Gestão do Território, Thiago de Andrade, de Infraestrutura e Serviços Públicos, Antônio Coimbra, e de Mobilidade, Marcos Dantas; e o chefe de Comunicação Institucional e Interação Social, Luciano Suassuna.

Também estiveram a diretora-presidente do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Kátia Campos; o diretor-presidente interino da Novacap, Júlio Menegotto; os presidentes da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), Maurício Luduvice, e do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Jane Vilas Bôas; e o líder do governo na Câmara Legislativa, deputado distrital Julio Cesar Ribeiro (PRB).

Edição: Raquel Flores

Galeria de Fotos

Riacho Fundo II recebe Roda de Conversa