15/3/17 17:41
Atualizado em 16/3/17 às 9:43

Governo federal libera recurso para captação emergencial de água no Lago Paranoá

Presidente Michel Temer e governador Rodrigo Rollemberg se encontraram no Palácio do Planalto para selar a transferência de R$ 55 milhões

O governo federal liberou R$ 55 milhões para Brasília iniciar as obras de captação emergencial de água do Lago Paranoá. A cerimônia de transferência do recurso ocorreu na tarde desta quarta-feira (15), no Palácio do Planalto, com a presença do presidente da República, Michel Temer, e do governador Rodrigo Rollemberg.

O governador Rodrigo Rollemberg afirmou que a intenção é realizar a obra de captação de água no Paranoá no menor tempo possível.
O governador Rodrigo Rollemberg afirmou que a intenção é iniciar a obra de captação de água no Paranoá no menor tempo possível. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

O chefe do Executivo local elogiou o empenho da União na análise do plano em menos de um mês. “Desde o momento em que apresentamos a gravidade da crise hídrica ao ministro [Helder Barbalho, da Integração Nacional], ele prontamente se colocou à disposição para ajudar”, disse Rollemberg.

O recurso é oriundo da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), ligada ao Ministério da Integração Nacional.

Temer, ao autorizar o repasse, destacou a importância da intervenção para garantir o abastecimento de água no DF. “Acedi imediatamente com esse auxílio emergencial para evitar a falta de água na cidade. Também por saber das várias outras medidas do governo local para captar água”, disse o presidente, em referência a obras do Sistema do Bananal e de Corumbá 4, por exemplo.

O governador de Brasília acrescentou que a intenção é fazer a obra no Lago Paranoá no menor tempo possível. “Nesta quinta-feira (16), vamos publicar no Diário Oficial do DF o pregão eletrônico para iniciar a captação, pois temos muita pressa em atenuar esse problema.”

De acordo com o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb), Maurício Luduvice, a expectativa é captar e distribuir água do Lago Paranoá ainda no período de seca. “Com o recurso, poderemos iniciar a licitação e comprar os equipamentos necessários. A gente estima que as obras sejam feitas antes dos 180 dias.”

Estrutura no Lago Paranoá captará 700 litros de água por segundo

A intervenção consiste em instalar uma estrutura flutuante no lado norte do lago. Ela vai distribuir até 700 litros de água por segundo, por meio de seis tanques, a regiões administrativas atendidas pela Barragem do Descoberto.

O plano do Executivo para o enfrentamento imediato da crise hídrica contempla também um sistema de bombeamento nas proximidades do Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, que permitirá a algumas localidades abastecidas pelo Descoberto receber água do Reservatório de Santa Maria, reduzindo a demanda da primeira.

São elas Guará I e II, Lucio Costa, Colônia Agrícola Águas Claras, Quadras de 1 a 5 do Setor de Mansões Park Way, Candangolândia, Núcleo Bandeirante e algumas quadras de Águas Claras.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

Governo federal libera recurso para captação emergencial de água no Lago Paranoá

Região norte do Lago Paranoá