20/4/17 14:38
Atualizado em 20/4/17 às 16:18

Metrô inaugura mostra sobre Athos Bulcão na Estação Central

Visitação gratuita vai até 1º de maio. Exposição faz parte das festividades do aniversário de 57 anos de Brasília

As formas geométricas inconfundíveis chamaram a atenção do cabeleireiro Sebastião Almeida, de 34 anos. “De longe, vi os azulejos da Igrejinha”, disse o morador de Planaltina ao avistar na exposição Athos Bulcão – Grandes Formatos uma foto da decoração da paróquia Nossa Senhora de Fátima.

Visitação gratuita vai até 1º de maio. Exposição faz parte das festividades do aniversário de 57 anos de Brasília.
Visitação gratuita vai até 1º de maio. Exposição faz parte das festividades do aniversário de 57 anos de Brasília. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Ao apresentar a obra do artista para os parentes do Piauí na estação Central da Companhia do Metropolitano de Brasília (Metrô) nesta quinta-feira (20), ele traçou um paralelo com outras figuras importantes para a capital.

“Ele, Oscar Niemeyer e Lucio Costa concretizaram a cidade idealizada por Juscelino Kubitschek”, discursou diante da família. Uma reprodução dos azulejos da Igrejinha e diversas outras obras do artista ficam até 1º de maio na estação. São painéis com fotos e textos explicativos em português e em inglês sobre a vida do artista e sua obra.

“É uma forma de celebrar os 57 anos de Brasília”, destaca o diretor-presidente do Metrô, Marcelo Dourado. “Nosso objetivo é retratar uma parte da identidade cultural da capital para os passageiros do transporte público”, completou.

O carioca Bulcão nasceu em 1918 e morreu em 2008. Ele chegou a Brasília em 1958, após abandonar o curso de medicina para viver de arte e se consagrar como um dos maiores nomes do gênero no Brasil.

Conhecido pelas formas geométricas dispostas de maneira a dar movimento às composições, seu estilo destaca-se, também, por estar disponível para a população em prédios públicos, parques, igrejas, escolas, hospitais.

Campanha arrecada livros para emprestar aos passageiros

Também foi lançada nesta quinta-feira a campanha Doe Livros, Compartilhe Cultura. A iniciativa do Metrô, em parceria com o BRB Card, quer incentivar os passageiros a adotarem o hábito da leitura e estimular o intercâmbio de livros.

Também foi lançada nesta quinta-feira a campanha Doe Livros, Compartilhe Cultura.
Também foi lançada nesta quinta-feira a campanha Doe Livros, Compartilhe Cultura. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Os postos de coleta ficarão até 20 de maio nas estações com maior movimento: Central, Águas Claras, Galeria, Praça do Relógio, Shopping, Ceilândia Centro, Asa Sul, Guariroba, Feira e Furnas.

“Logo depois, montaremos um banco de livros para que o passageiro pegue o exemplar que quiser, leia durante as viagens e devolva em qualquer outra estação”, explica o diretor-presidente. “Não vai ter cadastro, ficha nem nada. A ideia é que a pessoa tenha consciência de conservar o que é de todos”, completou Dourado.

Crianças do Riacho Fundo II conhecem a estação Central

Ainda nesta manhã, também para comemorar o aniversário da cidade, 26 crianças da Creche Casa Azul, do Riacho Fundo II, seguiram de ônibus até a estação Furnas, em Samambaia, de onde seguiram de metrô até a Central. Os pequeninos, de 6 a 8 anos, nunca haviam usado o transporte.

O ator e empregado do Metrô Alexandre Castro acompanhou o passeio fantasiado de Charlie Chaplin. Ao chegarem ao destino, participaram de momento literário com contação de histórias.

 Crianças da Creche Casa Azul, do Riacho Fundo II, participaram de momento literário com contação de histórias.
Crianças da Creche Casa Azul, do Riacho Fundo II, participaram de momento literário com contação de histórias. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

As crianças contarão, em desenhos, sobre a experiência de andar nos trens e sobre o aniversário de Brasília. Os trabalhos serão publicados nas mídias sociais do Metrô no dia 21.

A Casa Azul atende 1.940 crianças e adolescentes de 6 a 18 anos em situação de vulnerabilidade social, com 140 colaboradores divididos em três unidades. “Fazemos trabalhos educacionais, culturais e sociais com esse público”, detalhou o representante da instituição, o mobilizador social Edivan Nascimento.

A creche está em campanha para arrecadar gibis. O objetivo é incentivar a leitura entre as crianças e os jovens atendidos. Para ajudar, basta ligar para o (61) 3359-2095 e para o 3359-2098. Uma equipe buscará os exemplares.

Edição: Paula Oliveira

Galeria de Fotos

Metrô inaugura mostra sobre Athos Bulcão na estação Central