9/3/12 3:00
Atualizado em 12/5/16 às 17:55

Programa Mulheres na Construção

Os cursos gratuitos de azulejista e pintora de paredes oferecidos pelo GDF e governo federal estão com inscrições abertas até 15 de março e já receberam mais de 4 mil inscrições

Carlos Rezende, da Agência Brasília

Com inscrições abertas até 15 de março, os cursos de azulejista e pintora de paredes, do programa de qualificação Mulheres na Construção, já têm mais de 4 mil candidatas. Oferecido gratuitamente, o programa é resultado da parceria entre GDF e governo federal e demonstra a força da construção civil como um setor capaz de gerar muitos empregos, inclusive para as mulheres. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a presença feminina nos canteiros de obra cresceu 65% nos últimos dez anos.
 
Em um dos pontos de inscrição, no andar térreo da Rodoviária do Plano Piloto, cerca 500 candidatas tinham se apresentado até o meio da tarde de ontem. A dona de casa Margarete de Lima Gonçalves, 47 anos, era uma delas e estava otimista após o preenchimento da inscrição. “Este setor é ótimo. Tem muito campo de trabalho em Brasília”, disse. A cabeleireira Cecília Cardoso do Carmo, 37 anos, também aposta na ampliação da presença da mulher na construção civil. “Acredito que podemos superar as expectativas e participar desse mercado que cresce muito”, enfatizou ela.
 
A analista administrativa da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Taciana Soares Siqueira, ficou surpresa com o grande interesse pela qualificação. “Pensei que ia ter pouca procura por causa do tipo de trabalho, mas não foi isso o que aconteceu”, admite.
 
Prioridades – o Programa Mulheres na Construção é destinado preferencialmente às mulheres maiores de 18 anos, com escolaridade entre a 1ª e 4ª séries do ensino fundamental. Serão priorizadas as residentes de Samambaia, Recanto das Emas, Ceilândia, Cidade Estrutural; e aquelas que moram em cidades do entorno, como Santo Antônio do Descoberto, Novo Gama, Valparaíso e Cidade Ocidental.
 
As candidatas selecionadas para os cursos receberão material didático, camiseta do programa e um conjunto de ferramentas. O Mulheres na Construção formará cinco turmas no primeiro semestre de 2012 e mais seis no segundo.
 
Além do GDF, o programa conta com a participação da Secretaria da Mulher,  Sudeco e do Ministério da Integração Nacional e tem o apoio do Instituto Federal de Brasília (IFB), do Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (SINDUSCON-DF) e da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest).
 
Programa Mulheres na Construção
 
Período para inscrições: até 15 de março

Início das aulas: 2 de abril

Locais: Rodoferroviária de Brasília, Rodoviária do Plano Piloto, Anexo do Buriti, Setor de Indústrias de Abastecimento (SIA) e sede do IFB em Samambaia.

Mais informações:

Sudeco: (61) 3414-0168

IFB: (61) 2103-2330

00022797