29/3/12 3:00
Atualizado em 29/3/12 às 3:00

HRGu ganha centro de emergência

Governador Agnelo Queiroz inaugurou nesta quinta-feira nova área de atendimento a urgências e emergências. Centro é voltado a pacientes que necessitam de atendimento imediato ou em no máximo quinze minutos

Suzano Almeida, da Agência Brasília

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira dama, Ilza Queiroz, inaugurou nesta quinta-feira o centro de emergência do Hospital Regional do Guará (HRGu). O novo setor, coordenado em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), tem como foco os casos mais graves, que necessitam de atendimento imediato ou em, no máximo, quinze minutos. Agnelo Queiroz também visitou o setor de radiologia do hospital, que foi reformado e ganhou novo equipamento.
 
“Esta nova ala de atendimento de urgências e emergências tem um padrão espetacular, com classificação de risco e toda a estrutura. Estamos melhorando ainda mais esta unidade para atendermos cada vez melhor esta grande população”, destacou Agnelo Queiroz. O novo centro de emergência beneficiará, principalmente, os moradores do Guará, Cidade Estrutural, SIA, SCIA, Águas Claras, Lúcio Costa, Setor de Oficinas Sul (SOF Sul), Núcleo Bandeirante e proximidades.
 
O centro de emergência, que está em funcionamento desde 17 de fevereiro, recebeu investimentos de R$ 93,2 mil. A expectativa é de que, com o novo setor, haja uma redução, ainda este ano, de cerca de 5% no número de mortes ocorridas no hospital por acidente vascular cerebral (AVC) e infarto agudo do miocárdio.
 
“Esta ação é fundamental para salvar a vida dos nossos pacientes. O que estamos fazendo aqui é dar qualidade ao atendimento, transformando-o em de primeiro mundo. Também estamos fazendo isso em outras emergências: começamos pelo Hospital de Base, inauguramos este serviço aqui no Guará e o próximo será o Hospital de Taguatinga”, informou o secretário de Saúde, Rafael Barbosa.
 
Desde a inauguração, já foram atendidos no centro de emergência cerca de 230 pacientes. A equipe é formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e técnicos administrativos. O Samu é responsável pelo atendimento e pelo transporte dos pacientes que precisam de especialidades que não estejam disponíveis no Hospital Regional do Guará.
 
Radiologia – Após a inauguração, o governador também visitou o setor de radiologia do HRGu, que passou por reformas no piso, teve as paredes revertidas de chumbo e ganhou novas luminárias e pintura. Além disso, foram reformados quatro banheiros. O investimento total foi de R$ 66,7 mil. A radiologia também recebeu novo aparelho de raio-x de última geração.
 
O HRGu conta ainda com o serviço de telemedicina, que consiste no uso de modernas tecnologias de telecomunicações para enviar a médicos e especialistas em outra localidade exames para que eles avaliem a situação do paciente e façam um diagnóstico.
 
Esse é o caso de pacientes que tenham sofrido ataque cardíaco. Após darem entrada no hospital, eles são submetidos a um exame de eletrocardiograma, que é enviado ao Hospital do Coração (Hcor), em São Paulo. Segundo a coordenadora-geral de Saúde do Guará, Maroa Santiago Gomes, em menos de 10 minutos o resultado do exame com a extensão da lesão é enviada de volta à equipe do HRGu.
 
UPAs – O governador ressaltou que, até o final deste semestre, deve entregar três novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), localizadas em São Sebastião, Recanto das Emas e Núcleo Bandeirante. De acordo com o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, a intenção do governo é de que as UPAs sejam administradas, em um primeiro momento, por Organizações Sociais (OSs). “Mas, com o decorrer do tempo, é possível que as unidades sejam geridas pela rede pública de saúde do DF”, informou.
 
Ações para a Saúde – Apenas em 2011 e início de 2012, o Governo do Distrito Federal (GDF) inaugurou a primeira Clínica da Família, em Samambaia; contratou mais de 4,5 mil profissionais para a Saúde; entregou 30 novas ambulâncias; inaugurou o novo bloco cirúrgico e o Centro de Ensino do Hospital Regional da Asa Norte (Hran); reinaugurou o pronto-socorro do Hospital Regional de Taguatinga (HRT); reformou 13 Centros de Saúde e lançou um novo Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (CAPs/AD), na Rodoviária do Plano Piloto, entre outros.

HRGu