20/9/12 14:09
Atualizado em 17/5/16 às 14:17

Melhorias na infraestrutura de Sobradinho II

Na série de entrevistas semanais com administradores regionais, Hamilton Alves da Cunha aponta à AGÊNCIA BRASÍLIA quais ações promovem o desenvolvimento de Sobradinho II


. Foto: Brito

No cargo desde 1º de janeiro de 2011, o administrador regional de Sobradinho II, Hamilton Alves da Cunha, apresenta quais serviços e melhorias já fazem parte da vida dos moradores da cidade. Segundo ele, vários projetos são desenvolvidos para levar serviços à população.

Qual ação promovida pelo governo mais beneficia a população?

Acredito que a construção do Complexo de Saúde na Fazenda Mirim, entre Sobradinho e Sobradinho II, será a obra que mais beneficiará nossa população. Lá, teremos uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e uma escola técnica de saúde. As obras já estão em andamento. Os moradores terão, além do atendimento profissional, acesso a cursos na área da saúde.

Há projetos sociais desenvolvidos na cidade?

A diretoria social da administração regional desenvolve o projeto Sobradinho II Rumo à Cidade Saudável junto às lideranças locais. Trata-se de um encontro para debater os problemas da comunidade, com foco na mobilização social. Ou seja, a comunidade discute saúde, educação, infraestrutura e outros temas para buscarmos melhorias através das políticas públicas de governo. Durante os encontros, também levamos serviços como corte de cabelo, maquiagem e exames de saúde gratuitos. O projeto teve grande aceitação na comunidade e vem crescendo a cada dia. Os encontros ocorrem toda quarta-feira na administração regional. Representantes do governo sempre estão presentes.

A infraestrutura de Sobradinho II tem recebido melhorias?

Sim. Começamos com a organização e limpeza, o que inclui poda de árvores, pintura de meios-fios, manutenção de equipamentos públicos e plantio de 100 mil metros de grama. Outras ações aumentaram a qualidade de vida e incentivaram o lazer. Para isso, foi construída uma pista de skate, instalados seis Pontos de Encontro Comunitário (PECs), o campo de futebol foi iluminado e o ginásio de esportes e as sete quadras poliesportivas reformados. Os pedestres também andam pela cidade com mais conforto. Foram construídos aproximadamente 2 mil metros de calçadas. Já os motoristas podem trafegar nas vias da Área de Interesse Social (Aris) Buritis, sem enfrentar buracos, já que o local recebeu reparos. Além disso, foi construído estacionamento novo na cidade. Houve, ainda, a reforma do Salão Comunitário de Múltiplas Funções.

Quais os projetos de incentivo a cultura?

Temos a Feira Cultural, que reúne toda quinta-feira, a partir das 17h, cerca de mil pessoas para mostras de artesanatos, shows de artistas locais, apresentações culturais e degustação de comida típica. O espaço oferece lazer para a população e, aos feirantes e músicos, a oportunidade de mostrar o seu trabalho.

Quais são as próximas ações idealizadas para a comunidade de Sobradinho II?

Há muitos projetos para Sobradinho II. Entre os que já estão encaminhados, temos o Complexo de Saúde, a passarela do Chão de Flores e a instalação da rede de esgoto em Aris Buritis. Também lutamos para conseguir o recapeamento da DF-420, asfaltamento da Aris Buritis, reforma da Feira Permanente, construção do terminal rodoviário e melhoria da iluminação na Avenida Contorno. Outra ação relevante é a liberação dos termos de posse para os moradores do Buritizinho, que está em andamento.