10/2/13 12:00
Atualizado em 17/5/16 às 14:11

Uma grande festa para Brasília

Administrador regional de Brasília, Messias de Souza, fala dos preparativos para a folia na cidade e aposta: “Será o maior e melhor carnaval da história”


. Foto: Pedro Ventura

Após se concentrarem durante oito anos em Ceilândia, os desfiles das escolas de samba serão realizados na área central de Brasília. A mudança, um pedido antigo da comunidade, promete fortalecer a festa, que terá a passagem de blocos de rua e apresentações de bandas no Gran Folia.
 

Em entrevista à AGÊNCIA BRASÍLIA, o administrador regional de Brasília, Messias de Souza, destaca a programação e os preparativos para garantir segurança e transporte para os foliões. “Brasília quer receber a todos com muito carinho e conforto, para realizar o maior carnaval da história do Distrito Federal”, afirma.
 

Brasília voltou a ser palco dos desfiles de carnaval em 2013. Que benefícios a realização do evento na capital traz para a população?
 

Ceilândia recebeu a festa durante oito anos, mas havia uma reivindicação antiga da sociedade e da maioria das escolas de samba pelo retorno dos desfiles para o Plano Piloto. Essa foi uma conquista para a capital, pois democratiza o acesso de todos e reduz os custos do deslocamento. Além disso, aumenta o simbolismo do carnaval, identificando-o com os ícones arquitetônicos da cidade. Acredito que teremos o maior e melhor carnaval da história de Brasília.
 

A programação diversificada é um dos diferenciais do carnaval de Brasília?
 

Sem dúvida. Além dos desfiles na Passarela do Samba, ao lado do ginásio Nilson Nelson, há os blocos tradicionais e as bandas no Gran Folia, na Esplanada dos Ministérios. Teremos, ao longo do Eixo Monumental e em vários pontos da cidade, muitas concentrações carnavalescas de diversas manifestações culturais. Marchinhas, frevo, samba, axé. Afinal, Brasília recebe a influência de todas as regiões do país. O carnaval daqui está se consolidando, cada vez mais, no calendário de eventos da cidade.
 

As estruturas da festa foram montadas em áreas não residenciais. Houve preocupação com a tranquilidade dos moradores que não participarão da folia?
 

Sempre levamos em conta a opinião da população e as necessidades das festas carnavalescas. Para não incomodar os moradores das entrequadras, por exemplo, os blocos fazem uma concentração rápida nesses locais e logo seguem para o Gran Folia. Isso garante uma festa plena e tranquilidade para aqueles que querem sossego. Também instalamos muitos banheiros químicos, de forma a evitar que os foliões façam suas necessidades fisiológicas em qualquer lugar. Assim, garantiremos o conforto e evitaremos transtornos.
 

Também há opções para quem prefere algo mais tranquilo, a exemplo do Rebanhão. Tudo foi preparado para que os desfiles e o evento religioso sejam realizados em harmonia?

Sim. Quem não gosta da folia e prefere se recolher para um momento de oração e reflexão terá essa opção garantida. Em Brasília, há muito espaço para todo tipo de encontro, incluindo os retiros. Será uma experiência inédita a realização de dois eventos diferentes tão próximos um ao outro. Depois, faremos um balanço de tudo. Entretanto, no futuro, teremos um espaço amplo, que servirá às atividades culturais. É uma reivindicação da administração que isso seja incluído na pauta de obras. Há o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, que está sendo construído e será uma arena multiuso para eventos. Mas existe a intenção do governo em definir um sambódromo permanente para o carnaval, que vem ganhando força na cidade.
 

E quanto à segurança e o transporte, administrador? A população pode ficar tranquila em relação a isso?
 

Houve uma ação integrada com as secretarias de Segurança, Transporte e Cultura e outros órgãos de governo. Estamos todos mobilizados para dar tranquilidade absoluta aos foliões. Queremos não apenas o melhor carnaval, mas também o mais seguro. Na questão do Transporte, o acesso será facilitado, com aumento da frota e de horários e ônibus gratuito nos percursos da festa. Isso dará mais conforto à população do DF e do Entorno. Esperamos que as pessoas aproveitem de forma responsável, evitando misturar bebida e direção, para que o saldo seja apenas o da diversão.