7/9/13 21:36
Atualizado em 7/9/13 às 21:36

Seleção brasileira goleia Austrália no Mané Garrincha

Em segunda partida disputada no Estádio Nacional, Brasil faz bonito e marca seis gols em cima do adversário


. Foto: Roberto Castro/GDF – 07/09/2013

BRASÍLIA (7/9/13)- Pela segunda vez em campo no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, a seleção brasileira venceu a Austrália de goleada, por 6 x 0, com gols de Jô (2), Neymar, Ramirez, Pato e Luiz Gustavo, placar animador para a torcida do DF, que lotou a arena.

 

“Brasília é pé quente, a seleção está invicta no Mané Garrincha”, afirmou o governador Agnelo Queiroz, que, durante o intervalo, ganhou das mãos do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marín uma camisa da seleção autografada por todos os jogadores.

 

A camisa, de número 2, normalmente é utilizada pelo lateral direito Daniel Alves, jogador que está machucado e hoje foi substituído por Maicon.

 

Além de Agnelo, o presidente da CBF e o chefe da delegação da Austrália, Philip Wolanski, também trocaram presentes. Marín deu ao estrangeiro uma pedra ametista e ganhou uma bandeja comemorativa do jogo.

 

“Ter um jogo desses em Brasília só é possível quando se tem um estádio do porte do Mané. É um orgulho receber a seleção e isso só é possível com o estádio, um equipamento indispensável. Quem não queria enxergar já pode ver agora”, completou o governador.

 

Ao todo, 40 mil pessoas assistiram ao amistoso no Estádio Nacional.

 

FAMÍLIA- Ao redor da arena, pais, mães e filhos vestidos de verde e amarelo demonstravam que a partida era mesmo um evento familiar. “Jogo perfeito para trazer a família”, disse o militar Vagner Gomes, acompanhado da esposa e dos dois filhos, todos com a camisa canarinho.

 

“Brasília ganhou muito com nosso novo estádio, não esperava ver a cidade recebendo o segundo jogo da seleção no mesmo ano”, destacou a paraense Rosana Ribeiro, que mora em Brasília e trouxe o cunhado e o irmão de Belém, no Pará, para a partida.

 

O dentista Ricardo Cruz, de 47 anos, prestigiou a goleada do Brasil sobre a Austrália na companhia dos dois filhos, Priscila, de 12 anos, e Guilherme, de 8 anos.

 

“Eles adoram futebol, eu também, minha mulher ficou em casa dessa vez. Na copa das Confederações (Brasil e Japão) ela estava com a gente. Somos tricolores e se eles (Fluminense) vierem jogar aqui, vem a família completa”, contou à Agência Brasília.

 

“Nosso Castelão, em Fortaleza, está muito bonito. Sou amante do futebol e vim tirar a prova para saber qual dos dois é o mais bonito”, brincou a cearense Rafaela Freitas, que veio visitar a irmã na capital federal e aproveitou para ir ao Mané Garrincha.

 

A seleção brasileira agora volta a jogar em solo brasileiro somente no ano que vem, já com em preparação para a Copa do Mundo.

 

(H.O./M.M.)