29/5/14 16:29
Atualizado em 29/5/14 às 16:29

Recuperação das estradas rurais de Brazlândia em ritmo acelerado

Nesta semana, serviço está em execução na via que liga a BR-080 à DF-435


. Foto: Antônio Marques

BRASÍLIA (29/5/14) – Devido ao período de fortes chuvas, algumas estradas rurais ficaram danificadas. Preocupada com essa situação, a Administração Regional de Brazlândia intensifica o trabalho de recuperação das vias. Nesta semana, a equipe recupera a estrada vicinal 547/Incra-06, que liga a BR-080 à DF-435 com uma extensão de 6 Km.

 

As estradas vicinais são responsáveis pelo escoamento da produção agrícola e o abastecimento das zonas urbanas, além de serem necessárias para o transporte de insumos agrícolas que chegam até as propriedades rurais.

 

Os serviços nas vias incluem patrolamento, alargamentos, limpeza geral, além de colocação de expurgo de brita e asfalto e da realização de desvios de águas pluviais para diminuir os estragos provocados pelas águas provenientes das enxurradas e vazamentos dos córregos.

 

Segundo o Administrador de Brazlândia, Bolivar Rocha, a recuperação das estradas rurais continuará durante todo o ano. “Este governo tem um compromisso muito grande com nossos produtores. Estamos atendendo, primeiro, as localidades que precisam de recuperação urgente e, depois, as demais”, explicou Bolivar Rocha.

 

Desde o início do ano, a equipe da administração tem trabalhado para recuperar as estradas rurais espalhadas pela região geoeconômica da cidade, facilitar o acesso a diversos pontos, beneficiar o escoamento da produção agrícola e para fazer o transporte de alunos da rede pública de ensino e dos moradores da comunidade, além de ajudar na segurança.

 

PRODUÇÃO – Cerca de 70% das verduras que chegam à mesa do brazlandense são oriundas da agricultura da própria região. Recentemente a administração realizou melhorias na feira do produtor, na Vila São José, onde os agricultores expõem seus produtos para serem vendidos diretamente ao consumidor.

 

O setor produtivo de Brazlândia é um dos maiores do DF e tem aproximadamente 469,59 km², além de ser responsável pelo abastecimento de 65% do mercado de hortifrutigranjeiros do DF.

 

(C.C.*)