20/2/15 17:17
Atualizado em 20/2/15 às 17:17

Governador elogia consciência ambiental durante o carnaval

Rollemberg homenageou servidores do SLU e representantes de blocos carnavalescos que cooperaram com a limpeza da cidade e fizeram uma folia sustentável


. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Atualizada em 20 de fevereiro, às 17h32

A limpeza das ruas de Brasília durante o carnaval não passou despercebida. Por isso, o governador Rodrigo Rollemberg fez um agradecimento público, nesta manhã, a servidores do SLU e integrantes de dois blocos carnavalescos que se destacaram pela consciência ambiental. Na ocasião, Rollemberg entregou aos homenageados um certificado como reconhecimento da gratidão.

“Exemplos como esses merecem ser registrados, reconhecidos e amplificados, para que tenhamos cada vez mais carnavais sustentáveis e animados”, disse. “Eu, em nome da população do Distrito Federal, quero agradecer a atitude de vocês.” O chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, também esteve presente no ato.

Durante a folia, as equipes de limpeza se revezaram por bloco e horário, em três turnos diferentes, e garantiram que o espaço fosse limpo ainda durante os eventos. Os trabalhadores recolheram 99 toneladas e 770 quilos de lixo nos quatro dias do feriado.

A diretora do SLU, Heliana Kátia Tavares, emocionou-se com a homenagem. Representando os servidores do órgão, Daniel Rocha, 55 anos, contou que entrou para o serviço em 1979 como gari e hoje é coordenador de limpeza urbana. Foi um dos responsáveis por definir o plano operacional que fez com que a cidade amanhecesse limpa durante todos os dias do carnaval: “A atual diretora tem nos dado autonomia para trabalhar com o que sabemos e está dando certo”.

Maria Dalmi da Silva, 51 anos, foi escolhida para representar o grupo que trabalhou no feriadão e receber os agradecimentos do governador. “Eu nunca imaginei que seria homenageada por uma coisa tão simples”, surpreendeu-se. “Muito obrigada por perceber nosso trabalho”, completou, também emocionada.

As atitudes do Bicicobloco e do Vai Quem Fica também foram aplaudidas por não deixar lixo no chão. “Blocos que, além de levarem alegria para a cidade, mantiveram a cidade limpa durante o percurso e ainda fizeram disso um programa de educação ambiental”, resumiu Rollemberg, que recebeu uma camiseta do movimento Experimente Brasília, de representantes do Bicicobloco.

Apoio do governo
O governador mostrou-se satisfeito também ao comentar o êxito da operação que proporcionou mais confiança para a população sair às ruas durante o feriadão: “Nós tivemos um carnaval muito bem-sucedido, com mais participação da população”, disse ele. “Milhões de pessoas, nos quatro dias, pularam carnaval e brincaram numa cidade muito mais segura”.

Sobre a questão da participação do governo do Distrito Federal em apoiar a infraestrutura da festa, envolvendo órgãos como o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), a Polícia Militar do DF (PMDF) e o Departamento de Trânsito (Detran-DF), Rollemberg destacou o empenho para concretizar uma festa à altura da população brasiliense, mesmo sem dinheiro no caixa: “Ajudamos esses blocos com a interlocução da iniciativa privada, buscando patrocínio privado, e o governo entrou com uma presença muito firme na segurança pública, na área de banheiros químicos e da limpeza urbana, que são de responsabilidade do governo”.

Até mesmo a questão da saúde não ficou esquecida, já que a proliferação do mosquito da dengue e da chikungunya dependem de ações contra a sujeira e a remoção de entulhos, como ocorreu durante a Levanta, DF, operação começada em 10 de janeiro e que fez uma varredura em regiões administrativas: “Nós tivemos em janeiro uma redução de 79% nos casos de dengue do Distrito Federal e, certamente, parte disso foi em função do esforço que fizemos de limpeza no DF”.