6/5/15 14:42
Atualizado em 6/5/15 às 14:42

DF-035 começa a ser restaurada

Serviço inclui pavimentação, sinalização horizontal e criação de ciclofaixa


. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Atualizado em 6 de maio, às 13h44

Começou na manhã desta quarta-feira (6) a obra de restauração da DF-035 (Estrada Parque Cabeça de Veado), que liga ao Lago Sul as regiões do Jardim Botânico, de São Sebastião e do Jardins Mangueiral. A estimativa das associações de moradores desses locais é que cerca de 400 mil pessoas sejam diretamente beneficiadas.

O serviço deve demorar 180 dias e engloba ações de pavimentação, sinalização horizontal e criação de ciclofaixa em um trecho de quatro quilômetros entre a DF-025 (Estrada Parque Dom Bosco) e o entroncamento com a DF-001 (Estrada Parque Contorno). A verba a ser utilizada, de R$ 3.679.562,85, é oriunda de financiamento do Banco do Brasil obtido pelo governo de Brasília.

Uma rotatória também será colocada ao longo da via, mas, nesse caso, a mão de obra, os equipamentos e os insumos são exclusivamente do Departamento de Estradas de Rodagens (DER).



Representante da Associação de Moradores e Proprietários do Jardim Botânico 3, o empresário Ílton Queiroz, de 37 anos, lembrou que, nos horários de pico, o trecho tem fluxo intenso de veículos. “Essa iniciativa será capaz de amenizar os congestionamentos e beneficiar quem mora por aqui e precisa acessar o Pano Piloto.”

Após a assinatura da ordem de serviço, na manhã desta quarta, o governador Rodrigo Rollemberg destacou que a reforma faz parte de um conjunto de ações para melhorar a qualidade do tráfego no DF. “Lançamos, na semana passada, a pavimentação da estrada vicinal 533, em Brazlândia, e a construção da ciclovia que dará acesso à Vila Basevi, em Sobradinho. Além da DF-035 hoje, estão previstos a duplicação da DF-463 (São Sebastião) e o asfaltamento da DF-001”, enumerou.

Recursos
A verba destinada à restauração da DF-035 é parte de R$ 567 milhões financiados pelo Banco do Brasil. Do montante, R$ 284 milhões estão liberados — R$ 42 milhões para obras de infraestrutura do Parque do Riacho, no Riacho Fundo II, onde serão entregues 1.008 unidades habitacionais por meio do Programa Morar Bem, e o restante para investimentos de mobilidade em diversas regiões administrativas de Brasília.

Também estavam presentes durante a assinatura da ordem de serviço o presidente do DER, Henrique Ludovice, e os administradores regionais do Lago Sul e do Jardim Botânico, Aldenir Chaves Paraguassú, e de São Sebastião, Jean Duarte de Carvalho, além de deputados distritais.

Leia também:

Moradores da Vila Basevi, em Sobradinho, ganharão ciclovia em breve

Retomada obra de estrada vicinal em Brazlândia

Veja a galeria de fotos: