10/11/15 13:22
Atualizado em 1/12/16 às 17:13

Brasília sedia 5º Fórum de Governadores Brasil Central

Chefes dos Executivos das unidades da Federação que integram o bloco reuniram-se na manhã desta terça-feira (10) na Residência Oficial de Águas Claras para debater consórcio de desenvolvimento

. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Atualizado em 10 de novembro de 2015, às 13h18

A agenda dos chefes dos Executivos que integram o Fórum de Governadores Brasil Central desta semana será decisiva para o bloco criado em julho com o objetivo de fomentar o crescimento dos estados participantes e do DF.

Na manhã desta terça-feira (10), o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, recebeu os governadores de Mato Grosso, Pedro Taques; de Goiás, Marconi Perillo; de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; do Tocantins, Marcelo Miranda; e de Rondônia, Confúcio Moura, para o 5º Fórum de Governadores Brasil Central, sediado na capital federal.

O encontro, que ocorreu na Residência Oficial de Águas Claras, foi a primeira parte da agenda de compromissos dos governantes, que formalizarão o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central nesta tarde, em solenidade no Memorial Juscelino Kubitschek. Amanhã (11), os chefes dos Executivos estaduais e local apresentarão a entidade a senadores e deputados federais em audiência pública no Senado.

Após dar as boas-vindas aos convidados, Rodrigo Rollemberg destacou a importância do encontro. “Nosso lema é cooperar para poder garantir o desenvolvimento sustentável do Centro-Oeste”, afirmou. Para ele, o Brasil precisa de mais iniciativas inovadoras que prezem pela união dos governadores.

Rollemberg anunciou, durante o encontro desta manhã, a nomeação do governador de Goiás, Marconi Perillo, como primeiro presidente do consórcio. “Estamos todos muito confortáveis com a escolha, é um político que traz qualidades ao bloco”, disse.

O governante será oficialmente nomeado na solenidade de criação do consórcio, às 15 horas de hoje, no Memorial JK. “Estou entusiasmado ao ver esse movimento forte e como referência de inovação para o resto do País”, agradeceu Perillo.

A secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF, Leany Lemos, apresentou para o grupo a agenda do encontro em Brasília e ressaltou a alegria em tornar oficial o consórcio de desenvolvimento.

“Aguardamos por este dia desde julho. Somos um grupo que pensa junto e que tem interesses e necessidades comuns”, destacou a secretária. Para ela, a criação do consórcio significa uma forma de pensar o desenvolvimento mesmo em momentos de crise.

Além dos governadores, secretários de Estado, representantes do Legislativo e procuradores de cada ente federativo reuniram-se para traçar estratégias políticas e ações que serão executadas a partir da consolidação do consórcio. Cada unidade da Federação contribuirá, anualmente, com R$ 1,9 milhão para financiar as atividades previstas.

Brasil Central
O bloco foi criado em 3 de julho, durante o Fórum de Governadores do Centro-Oeste, em Goiânia (GO), e o DF passou a integrá-lo oficialmente em 4 de outubro, com a aprovação do Projeto de Lei nº 677, de 2015, na Câmara Legislativa.

As unidades federativas têm o objetivo de fomentar o crescimento individual e regional a partir da cooperação entre os chefes da administração pública de cada localidade. A ideia é aumentar a competitividade econômica dos estados e do DF, compartilhar experiências para qualificar o ensino básico nas seis unidades federativas e estimular o empreendedorismo criativo nas regiões.

“Vamos criar um modelo de gestão que mostrará ao Brasil como podemos avançar cada vez mais no desenvolvimento da região”, projetou o governador de Mato Grosso, Pedro Taques.

O representante de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, reforçou a importância da equipe de trabalho formada pelos secretários de Planejamento dos estados e do DF. “O desafio é grande: a sociedade cobra a união de várias gestões. Juntos vamos avançar e buscar soluções, principalmente no que diz respeito a uma logística regional”, afirmou.

“Esses encontros nos proporcionaram grandes reflexões, essenciais para novas agendas positivas entre os integrantes”, disse o governador do Tocantins, Marcelo Miranda.

O chefe do Executivo de Rondônia, Confúcio Moura, que receberá o grupo em dezembro, disse que o objetivo da fusão é, principalmente, favorecer os entes que integram o bloco com a troca de boas experiências. “Nada melhor que o exemplo”, reforçou.

Também compuseram a mesa de reunião o ex-ministro de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Mangabeira Unger, e a presidente da Câmara Legislativa, deputada distrital Celina Leão (PDT).

Leia também:

Governadores criam Fórum Brasil Central

Assinado protocolo para incentivar o progresso integrado do Centro-Oeste

DF oficializa ingresso no Brasil Central

Veja a galeria de fotos:

https://www.flickr.com/photos/agenciabrasilia/albums/72157660637128860″ title=”Brasília sedia 5º Fórum de Governadores Brasil Central”>https://farm1.staticflickr.com/655/22921643595_30b7f8b0b8_c.jpg”width=”800″ height=”531″ alt=”Brasília sedia 5º Fórum de Governadores Brasil Central”>