17/5/16 20:37
Atualizado em 19/5/16 às 12:08

Codeplan poderá mapear fluxo de mercadorias no Distrito Federal

Tese de doutorado da UnB que analisa informações de notas fiscais no transporte urbano de cargas permitirá que a companhia entenda como os produtos circulam

Com base em tese de doutorado em transportes apresentada nesta terça-feira (17), na sede da empresa pública, a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) poderá mapear o fluxo de mercadorias em Brasília. O levantamento foi feito pelo auditor fiscal da Receita do DF e doutor na disciplina pela Universidade de Brasília (UnB) Evandro Manzano dos Santos. O trabalho aborda o uso de informações de documentos fiscais eletrônicos para o planejamento do transporte urbano de cargas.

O presidente da Codeplan, Lucio Rennó, fala ao microfone. Há outras três mesas compondo a mesa.
Levantamento foi apresentado nesta terça-feira (17), na Codeplan

“Esse estudo é importante porque traz um dado novo para nós, a utilização da nota fiscal, que nos permite entender detalhadamente como as mercadorias circulam”, observa o presidente da Codeplan, Lucio Rennó. Graças ao acesso a documentos fiscais autorizado pela Secretaria de Fazenda, o estudo consegue identificar onde estão os maiores impactos do transporte de produtos e sugerir alternativas de logística urbana. “O intuito é fazer com que transportadora, comerciantes e sociedade saiam beneficiados”, ressalta Manzano.

Segundo a tese, 62% do que é produzido no DF, por exemplo, serve para consumo interno. Os tipos de mercadorias com maior participação no fluxo de cargas são o ramo de bebidas — com 14,4% do total de notas fiscais emitidas aqui —, seguido por materiais elétricos (7,6%).

Também estiveram na apresentação o diretor de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da Codeplan, Bruno Oliveira Cruz, respondendo também pela Diretoria de Estudos e Políticas Sociais; e a professora do programa de pós-graduação em transportes da UnB Adelaide Pallavicini.

Acesse a íntegra da tese Uso de Dados de Documentos Fiscais Eletrônicos para o Planejamento do Transporte Urbano de Cargas.

Edição: Raquel Flores