25/5/16 9:28
Atualizado em 25/5/16 às 16:26

Qualifica Mais Brasília tem 12 mil inscrições

Cerca de 2.265 alunos se formaram desde março, quando o programa foi lançado

Luiz Viana da Silva, de 48 anos, conta que optou por se qualificar profissionalmente para ter melhores oportunidades no mercado de trabalho.
Luiz Viana da Silva optou por se qualificar profissionalmente para ter melhores oportunidades. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Desempregado desde janeiro, Luiz Viana da Silva, de 48 anos, optou por se qualificar profissionalmente para ter melhores oportunidades no mercado de trabalho. Ele concluiu três cursos — inglês básico instrumental, recolocação profissional e tornando-se um microempreendedor individual — pelo Portal da Qualificação Profissional, do programa Qualifica Mais Brasília.

A iniciativa é da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. Até a noite de segunda-feira (23), 11.043 pessoas haviam se inscrito em um dos 14 cursos oferecidos inicialmente pelo programa. Luiz é um dos 2.265 que se formaram desde o lançamento do portal, em 21 de março. “Quanto mais eu me qualificar profissionalmente, melhor eu competirei com os concorrentes por uma oportunidade de emprego”, acredita o morador de Sobradinho, que espera terminar mais uma disciplina para iniciar a busca pela recolocação no mercado.

O curso de assistente administrativo é o mais procurado, com 4.420 alunos; seguido pelo de auxiliar de contabilidade, com 1.615; e de gestão financeira, com 1.014.

Em maio, o site passou a oferecer mais sete cursos: auxiliar de pessoal (160 horas), recepcionista (160 horas), operador de micro (160 horas), Microsoft Word (40 horas), Microsoft Excel (40 horas), análise de crédito e cobrança (40 horas) e criando um novo negócio digital (40 horas). Esses receberam outros 1.251 estudantes. A inscrição deve ser feita pelo portal, em uma das agências do trabalhador ou pela Central de Atendimento ao Cidadão (telefone 156).

Não há exigência de escolaridade nem de idade mínimas. No fim do curso, o aluno faz uma prova virtual e, se acertar pelo menos 60% das questões, recebe o certificado de conclusão. O documento é chancelado pela secretaria.

O próprio aluno monta a rotina de estudos, e as aulas podem ser acompanhadas em computadores, tablets ou celulares com acesso à internet. Do início ao fim dos estudos, que duram de 40 a 160 horas, são dadas orientações sobre o ambiente de ensino, a metodologia, o cronograma, o certificado de conclusão e as matrículas em novas modalidades.

Registro no site

Os cursos no site estão divididos em três categorias: aprenda uma profissão, atualize seus conhecimentos e seja um empreendedor. Caso o estudante já tenha cadastro no programa, precisará apenas inserir o número do CPF e a senha escolhida. Quem ainda não se registrou deve preencher um formulário com dados pessoais, como endereço, telefone e e-mail. O sistema produz uma senha e é com ela que se assiste às aulas e se tem acesso às apostilas.

O portal do programa Qualifica Mais Brasília foi instituído pela Resolução n° 201 do Conselho do Trabalho do Distrito Federal, de 26 de março de 2010. O investimento anual no site é de R$ 339.180, recurso da secretaria.

Cursos 

Carga horária

Assistente administrativo160 horas
Auxiliar de contabilidade160 horas
Gestão financeira40 horas
Abrindo um novo negócio40 horas
Telemarketing40 horas
Recolocação profissional40 horas
Formação de preço de venda160 horas
Auxiliar de escritório160 horas
Inglês básico instrumental40 horas
Atendimento ao público40 horas
Assistente de marketing40 horas
Gerenciando micro e pequenas empresas40 horas
Tornando-se um microempreendedor individual40 horas
Planejamento estratégico40 horas
Auxiliar de pessoal160 horas
Recepicionista160 horas
Operador de micro160 horas
Microsoft Word40 horas
Microsoft Excel40 horas
Análise de crédito e cobrança40 horas
Criando um novo negócio digital40 horas

Edição: Paula Oliveira