15/6/16 19:40
Atualizado em 7/12/16 às 14:52

Saúde registra 46 casos de dengue na última semana

De acordo com a secretaria, desde janeiro foram notificadas 18.181 pessoas com a doença

 

A Secretaria de Saúde notificou, desde o início do ano, 18.181 pessoas com suspeita de dengue (doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti) em moradores de Brasília. De 5 a 11 de junho (semana epidemiológica nº 23), foram 46 ocorrências. Os dados constam do Informativo Epidemiológico nº 24, divulgado nesta quarta-feira (15).

Dos brasilienses notificados, 15.419 são classificados como “prováveis” (nova nomenclatura da Secretaria de Saúde para “confirmados”) infectados pelo vírus. Desse total, 8.893 (58%) estão distribuídos entre as regiões administrativas de Brasília que permanecem com o maior número de casos: Brazlândia (1.919), Ceilândia (1.672), São Sebastião (1.574), Planaltina (1.347), Taguatinga (1.202) e Samambaia (1.179).

Também desde janeiro, 2.257 residentes de outras unidades da Federação deram entrada em hospitais do Distrito Federal com os sintomas.

Segundo o boletim, 82% dos 15.419 pacientes consultaram a rede pública de saúde do Distrito Federal (12.661); 14%, a rede privada (2.091); 3%, a rede pública de Goiás (522); e 1% não foi classificado (145).

Neste ano, 12 pessoas morreram de dengue, e outras 13 manifestaram a forma grave (hemorrágica), mas estão curadas.

Zika e chikungunya

O informativo apresenta ainda ocorrências do zika vírus e da febre chikungunya, também transmitidos pelo Aedes aegypti. Os dados do zika foram estáveis em relação à semana passada, que havia registrado 170 moradores de Brasília infectados. Desses, 44,12% encontram-se em Taguatinga (31), no Plano Piloto (22), em Águas Claras (11) e no Lago Norte (11), regiões que mantiveram o número de casos.

Entre as gestantes, identificaram-se 32 com zika. Dessas, 20 moram no DF e 12, em outras unidades federativas (11 em Goiás e uma em Mato Grosso).

A febre chikungunya foi confirmada em 119 moradores do DF. Ceilândia (18), Taguatinga (15), Plano Piloto (11) E Samambaia (11) estão entre as regiões mais afetadas, com 55 ocorrências.

Força-tarefa

Como na semana passada, 85 militares do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal e 120 do Exército Brasileiro estão nos Lago Norte e Sul para buscar nas residências possíveis criadouros do mosquito transmissor das doenças. As atividades vão das 8 às 13 horas.

Acesse a íntegra do Informativo Epidemiológico de Dengue, Chikungunya e Zika nº 24.

Edição: Raquel Flores