30/6/16 18:34
Atualizado em 5/4/17 às 11:53

Brasília Saudável é lançado no Distrito Federal

Programa que prevê a adoção de um novo modelo de atenção primária na saúde foi tema de seminário nesta quinta-feira (30), com a presença do governador Rodrigo Rollemberg

Na tarde desta quinta-feira (30), foi lançado o programa Brasília Saudável, em seminário durante o qual foram discutidos modelos de atenção primária adotados em diversas unidades da Federação. O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, participou da abertura do evento.

“Minha maior felicidade será entregar um sistema de saúde para Brasília melhor do que recebi”, afirmou o governador Rollemberg,
“Minha maior felicidade será entregar um sistema de saúde para Brasília melhor do que recebi”, afirmou o governador Rollemberg, Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Gestores e servidores da Secretaria de Saúde do DF, representantes de movimentos sociais, de órgãos de controle e de instituições de ensino participaram do encontro. “Minha maior felicidade será entregar um sistema de saúde para Brasília melhor do que recebi”, afirmou Rollemberg, que destacou a capacidade do governo local para ouvir todos os segmentos envolvidos com o tema.

Compuseram também a mesa de abertura do seminário Brasília Saudável – A Atenção Primária à Saúde Resolutiva no Distrito Federal o secretário de Saúde, Humberto Fonseca; a secretária adjunta de Saúde, Eliene Ancelmo Berg; o diretor de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Alan Nuno; o secretário-executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Jurandir Frutuoso; e o presidente do Conselho de Saúde do Distrito Federal, Helvécio Ferreira da Silva.

O que é o programa Brasília Saudável

O programa Brasília Saudável estabelece a atenção primária com foco na Saúde da Família. As atividades serão desenvolvidas, inicialmente, em 15 unidades da Região Oeste de Saúde, que engloba Ceilândia — a região mais populosa de Brasília e com áreas carentes como o Sol Nascente, o Pôr do Sol e a Expansão do Setor O.

Segundo a Secretaria de Saúde, cada equipe atenderá 3.725 habitantes, por meio de visitas periódicas às casas para conhecer os problemas de saúde específicos dos moradores e tratá-los. A cobertura de atenção primária em Ceilândia é de 22%, e a meta do governo de Brasília é que, em três anos, aumente para 100%.

O novo modelo de gestão do governo de Brasília considera também parcerias com organizações sociais, modelo adotado em outras unidades federativas. O município do Rio de Janeiro é apontado como um caso de sucesso. Em oito anos, a cobertura da atenção primária na cidade passou de 7% para mais de 70% da população.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

Brasília Saudável é lançado no Distrito Federal