15/7/16 14:08
Atualizado em 25/7/16 às 18:36

Educação científica vai receber R$ 4 milhões do governo de Brasília

Dois editais lançados nesta sexta-feira (15), pelo governador Rodrigo Rollemberg, destinam verba para feiras de ciências, instituições de ensino e outros espaços como parques e museus de Brasília

A educação científica ganhará aporte para desenvolvimento em instituições de ensino e em espaços como parques e museus de Brasília. A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal lançou nesta sexta-feira (15) dois editais para o investimento total de R$ 4 milhões em projetos para a área. O anúncio foi feito no Jardim Botânico de Brasília, quando ainda foi apresentado o Guia Turístico Científico de Brasília.

Governador Rollemberg assina dois editais para beneficiar a educação científica.
Governador Rollemberg assina dois editais que beneficiam a educação científica. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Em um dos editais, 30 órgãos que formam a Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica terão a oportunidade de receber até R$ 600 mil para aprimorar seus ambientes, conhecidos como espaços de educação científica não formais. O investimento total será de R$ 1,5 milhão, e a verba será para capital (compra de equipamentos e material bibliográfico) e custeio (bolsas de estudo e eventuais pagamentos de serviços terceirizados).

Rollemberg assina decreto para oficializar a Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica

A rede foi instituída oficialmente na mesma cerimônia que foi anunciado o lançamento dos editais, por decreto assinado pelo governador Rodrigo Rollemberg. Ela é composta por museus, unidades de conservação e parques, como o Jardim Zoológico de Brasília, a Agência Espacial Brasileira e o Museu do Corpo de Bombeiros do Distrito federal.

Para o edital, só poderá ser inscrita uma proposta por local. Não será permitido gasto com qualquer bonificação a pessoal do órgão beneficiado ou aquisição de mobiliário e aluguel de imóvel. “Esses avanços expressam um novo rumo para o desenvolvimento de Brasília, que se baseia em cinco pilares principais: cultura, turismo, meio ambiente, tecnologia e educação”, afirmou Rollemberg, que estava acompanhado pela colaboradora do governo Márcia Rollemberg.

Podem participar pesquisadores, gestores e técnicos vinculados a instituições integrantes da rede. Os interessados têm até 29 de agosto para se inscrever, e o resultado final será divulgado em 14 de outubro. “Essa iniciativa é inédita e pode transformar o DF em referência no Brasil. Com esses investimentos, os espaços terão mais capacidade para receber a população de Brasília”, opinou a diretora-presidente da fundação, Ivone Resende Diniz.

Feiras e mostras de ciências: investimento de R$ 2,5 milhões

O segundo edital aberto nesta sexta-feira (15) é para apoiar a realização de feiras de ciências e mostras científicas em todo o Distrito Federal. As propostas devem contribuir para o aprendizado e divulgação científica, tecnológica e de inovação para a população, em especial para os estudantes. O período para submissão das propostas começa em 23 de julho, e o investimento total será de R$ 2,5 milhões.

Os eventos serão separados em três grupos: aqueles com investimento de até R$ 50 mil, os de até R$ 250 mil e os de até R$ 500 mil.

As propostas devem ser enviadas por pesquisadores, gestores e técnicos de órgãos do governo de Brasília e instituições públicas ou privadas, sem fins lucrativos, de pesquisa ou de ensino superior, fundamental, médio ou técnico-profissional.

Guia Turístico Científico de Brasília:18 opções de espaços abertos ao público

O guia lançado nesta manhã traz fotos e serviços de 18 locais em Brasília que podem ser visitados pela comunidade. São museus como o de armas e o de drogas, ambos da Polícia Civil, de anatomia veterinária e de anatomia humana, da Universidade de Brasília, além de parques e outras instituições. O material ficará disponível em sites do governo. “A ideia é que esse seja apenas um pontapé inicial para mostrarmos uma cidade rica em conhecimento e criatividade”, disse a secretária adjunta substituta da Secretaria Adjunta de Turismo, Elisângela Barros, da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer. O material foi realizado em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, da Casa Civil, que selecionou os locais.

Lançada Segunda Edição do Prêmio Brasília — Estudante Destaque

A Fundação de Apoio à Pesquisa ainda lançou a segunda edição do Prêmio Brasília — Estudante Destaque, destinado a professores coordenadores científicos, escolas e estudantes dos ensinos fundamental ou médio, da Educação de Jovens e Adultos, da Educação Profissional e Tecnológica ou da Educação Especial e de Altas Habilidades das escolas públicas do DF. Os trabalhos inscritos precisarão já ter sido avaliados no circuito de ciências pelas respectivas coordenações regionais de ensino. Serão seis modalidades: ensino fundamental, educação de jovens e adultos, ensino médio, educação profissional, educação especial e altas habilidades.

O valor dividido entre elas será de R$ 301,2 mil. As proposições deverão ser enviadas por meio do Sistema de Informação e Gestão de Projetos, de 25 de julho a 7 de outubro.

Também estiveram presentes no evento os secretários do Meio Ambiente, André Lima, e da Cultura, Guilherme Reis, o diretor-executivo do Jardim Botânico de Brasília, Jeanitto Gentilini, o chefe da Assessoria Internacional, Oskar Klingl, o presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil, Julio Menegotto, o diretor-presidente da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília, Manoel Antônio Vieira Alexandre, e o administrador do Lago Sul e do Jardim Botânico, Alessandro Fabrício Clemente Paiva.

Veja a lista com os trinta órgãos que integram a Rede Distrital de Educação e Divulgação Científica: 

  • Agência Espacial Brasileira
  • Arquivo Público
  • Centrais de Abastecimento do Distrito Federal
  • Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal
  • Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal
  • Departamento do Trânsito do Distrito Federal
  • Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
  • Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília
  • Instituto Brasília Ambiental
  • Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal
  • Instituto Nacional de Meteorologia
  • Jardim Botânico de Brasília
  • Jardim Zoológico de Brasília
  • Museu da Imprensa
  • Museu da Limpeza Urbana
  • Museu de Anatomia Humana
  • Museu de Anatomia Veterinária
  • Museu de Armas
  • Museu de Drogas
  • Museu do Automóvel
  • Memorial dos Povos Indígenas
  • Museu do Corpo de Bombeiros do DF
  • Núcleo de Educação Ambiental da Agência de Fiscalização do Distrito Federal
  • Observatório Sismológico, Instituto de Geociência da Universidade de Brasília
  • Parque Nacional de Brasília
  • Planetário de Brasília
  • Usina hidrelétrica de pequeno porte do Paranoá
  • Secretaria da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural
  • Secretaria da Fazenda

Edição: Gisela Sekeff

Galeria de Fotos

Educação científica vai receber 4 milhões do governo de Brasília