3/10/16 19:23
Atualizado em 25/4/18 às 15:38

Parque Tecnológico terá parceria com Embrapa para atrair investimentos

Termo de cooperação entre o governo de Brasília e a empresa federal foi assinado nesta segunda-feira (3), no 20º Congresso Mundial de Tecnologia da Informação

O governo de Brasília apresentou o projeto do Biotic – Parque Tecnológico na tarde desta segunda-feira (3) e assinou, por meio da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), um termo de cooperação com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O ato ocorreu no Centro Internacional de Convenções do Brasil, durante o 20° Congresso Mundial de Tecnologia da Informação (WCIT).

O governo de Brasília apresentou o projeto do Biotic – Parque Tecnológico na tarde desta segunda-feira (3) e assinou, por meio da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), um termo de cooperação com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), durante o 20° Congresso Mundial de Tecnologia da Informação (WCIT).
O presidente da Terracap, Júlio César de Azevedo Reis, assinando o termo; o secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais, Igor Tokarski; o presidente da Embrapa, Maurício Antônio Lopes; e o presidente da Witsa, Santiago Gutierrez. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

A concepção do Biotic foi elaborada pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) em parceria com a Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) e a Secretaria Adjunta de Ciência, Tecnologia e Inovação, da Casa Civil. A parceria com a Embrapa viabiliza a participação da empresa do governo federal no negócio e amplia o escopo do empreendimento – antes chamado de Capital Digital. O novo modelo do Parque Tecnológico agrega a biotecnologia ao projeto, que era centrado apenas na tecnologia da informação e comunicação.

O presidente da Terracap, Júlio César de Azevedo Reis, reforçou que o parque vai incentivar pesquisas tecnológicas nas áreas da saúde e cosmética, entre outras. “O objetivo é que as tecnologias de comunicação e de informação façam com que o conhecimento científico desenvolvido em instituições de ensino e de pesquisas criem produtos para melhorar a condição de vida da população.”

Ao lado do secretário adjunto de Relações Institucionais e Sociais da Casa Civil, Igor Tokarski, o presidente também assinou o termo de cooperação com a Embrapa. A intenção é que a parceria atraia investimentos para o parque.

“Faz todo o sentido a Embrapa participar desse empreendimento, que de certa forma marca uma decisão importante da Terracap e do governo de Brasília de colocar a ciência, a tecnologia e a informação na matriz de desenvolvimento do Distrito Federal”, ressaltou o presidente da empresa federal, Maurício Antônio Lopes. Ele destacou a presença da Embrapa em mais de 40 países e em todos os continentes.

1,2 milhão de m²Área destinada ao Biotic - Parque Tecnológico

Fixada por lei em 2002, a área destinada ao Parque Tecnológico tem 1,2 milhão de metros quadrados, entre a Granja do Torto e o Parque Nacional de Brasília, com capacidade para abrigar cerca de 1,2 mil empresas. Hoje, funcionam no local o Datacenter do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal e uma subestação da Companhia Energética de Brasília (CEB). A ideia é atrair de startups a multinacionais para aumentar a cooperação e criação de negócios entre empresas, universidades e centros de pesquisa.

Principal empreendimento do governo de Brasília na área de ciência, tecnologia e inovação, o Biotic – Parque Tecnológico integra a lista de locais prioritários do governo para firmar parcerias com a iniciativa privada.

20° Congresso Mundial de Tecnologia da Informação (WCIT)

A abertura do 20° Congresso Mundial de Tecnologia da Informação (WCIT) foi nesta segunda (3), e o encontro segue até quarta-feira (5), com a previsão de mais de 2 mil participantes. O evento reúne acadêmicos, empresários, investidores e pesquisadores de diversos países. Pela primeira vez, o congresso ocorre na América do Sul.

Edição: Raquel Flores

Galeria de Fotos

Biotic – Parque Tecnológico é apresentado a investidores