17/10/16 22:03
Atualizado em 18/10/16 às 15:54

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia vai até domingo (23)

Ciência Alimentando o Brasil é o tema desta edição. No lançamento, Rodrigo Rollemberg destaca oportunidade de promoção do desenvolvimento sustentável no País

Está aberta a 13ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que ocorrerá até domingo (23) em todo o País. O evento foi lançado na noite desta segunda-feira (17), no Planetário de Brasília, com a inauguração do foguete VSB-30, que ficará permanentemente no local.

O governador Rodrigo Rollemberg; o diretor do Planetário de Brasília, Airton Lugarinho; o presidente da Agência Espacial Brasileira, José Braga Coelho; o secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, da Casa Civil do Distrito Federal, Marcelo Aguiar; e o presidente do Sistema Fibra, Jamal Bittar.
O governador Rodrigo Rollemberg; o diretor do Planetário de Brasília, Airton Lugarinho; o presidente da Agência Espacial Brasileira, José Braga Coelho; o secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, da Casa Civil do Distrito Federal, Marcelo Aguiar; e o presidente do Sistema Fibra, Jamal Bittar. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, cortou a fita inaugural ao lado do presidente da Agência Espacial Brasileira, José Braga Coelho; do presidente da Federação das Indústrias de Brasília (Fibra), Jamal Bittar, e do secretário adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, da Casa Civil do Distrito Federal, Marcelo Aguiar.

Para o governador, a semana cria oportunidades para promoção do desenvolvimento sustentável. “O objetivo é despertar em nossas crianças e nossos jovens o interesse pela tecnologia, pela engenharia, para que possamos com isso promover um desenvolvimento sustentável para o nosso País, mais qualificado e agregando conhecimento.”

"O objetivo é despertar nas crianças e jovens o interesse pela tecnologia, pela engenharia, para que possamos promover um desenvolvimento sustentável"Rodrigo Rollemberg, governador de Brasília

Os presentes ainda puderam acompanhar a apresentação de alunos da Escola de Música de Brasília e a exposição Azul, que pinta o firmamento com réplicas de obras renomadas que mostram o céu em diferentes contextos.

Segundo o secretário adjunto Marcelo Aguiar, a ideia é que, depois que o evento for avaliado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em 6 de dezembro, já tenham início as atividades preparatórias da próxima edição.

Em Brasília, estão previstos mais de 30 eventos ao longo da semana, que serão acompanhados por alunos dos ensinos fundamental e médio da rede pública. De acordo com a Secretaria de Educação, a média estimada é de 200 alunos por dia.

A coordenação nacional do evento está a cargo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. No Distrito Federal, a programação é organizada pelo governo de Brasília, em parceria com a pasta federal.

Ciência Alimentando o Brasil é o tema escolhido pela ONU

O tema desta edição é Ciência Alimentando o Brasil. A escolha tem como base a decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas, que declarou 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas.

O evento foi instituído por decreto em 2004 e ocorre anualmente, em outubro, em todo o País. À época, o atual governador de Brasília era secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do ministério e coordenou as duas primeiras edições. O objetivo da semana é aproximar o tema da população, por meio de linguagem acessível.

Atividades no DF serão descentralizadas

Em Brasília, estão previstos mais de 30 eventos ao longo da semana, que serão acompanhados por alunos do ensinos fundamental e médio da rede pública

Diferentemente de edições anteriores, neste ano a programação se desenrolará em vários locais do DF. Haverá atividades na Universidade de Brasília, no Parque Nacional, no Jardim Botânico e no Planetário, além de ambientes da rede distrital de educação e divulgação científica, como o Memorial dos Povos Indígenas. A programação em Brasília está no site da Casa Civil.

Entre as atividades que ocorrerão no Planetário estão oficinas, como a de construção de carros-foguetes com papelão e com garrafas PET. O foguete VSB-30 também poderá ser visitado. O veículo, de mais de 12 metros de comprimento, foi cedido pelo Programa Espacial Brasileiro e restaurado pelo Sistema Fibra.

Documentários científicos serão exibidos durante toda a semana, como parte da 22ª Mostra Internacional de Ciência na TV. Haverá ainda a exposição Azul que pinta o céu, com reproduções de obras de museus franceses. Estarão expostas também imagens de objetos astronômicos do Observatório Europeu do Sul.

No Parque Nacional de Brasília, o Arquivo Público do DF organizou a exposição Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil — Antecedentes de Brasília (de junho de 1892 a janeiro de 1893).

Serão oito painéis que ilustram com fotos e textos a missão do explorador Luiz Cruls, do período em que ele estudou o espaço onde seria construída a nova capital do País. Haverá ainda mostra relacionada à sismologia — estudos sobre terremotos — com maquetes e simulador sonoro.

O foguete VSB-30, cedido pelo Programa Espacial Brasileiro e restaurado pelo Sistema Fibra, ficará exposto permanentemente no Planetário de Brasília.
O foguete VSB-30, cedido pelo Programa Espacial Brasileiro e restaurado pelo Sistema Fibra, ficará exposto permanentemente no Planetário de Brasília. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

No Jardim Zoológico de Brasília, os visitantes poderão ver exposição de crânios de animais, teatro de fantoches, quebra-cabeças, vídeos e painéis informativos, com referência à alimentação das espécies.

O Jardim Botânico contará com apresentação de coleções biológicas de insetos e plantas, além de oficinas, como a de prensagem de plantas. Outra atração será a exposição Viagem Antártica, com materiais de divulgação científica desenvolvidos com a participação de um grupo de pesquisadores da Universidade de Brasília.

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) estará na Universidade de Brasília com a exposição Alimentação, Geração de Resíduos e Tecnologias de Tratamento. Trará abordagens voltadas, por exemplo, para a redução da produção de resíduos com base em alimentação saudável, a separação dos recicláveis para a coleta seletiva e o incentivo à prática da compostagem doméstica.

13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

De 17 a 23 de outubro

Veja a programação para Brasília

Edição: Paula Oliveira e Vannildo Mendes

Galeria de Fotos

Lançamento da 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia