Fale com o Governo Ações em Destaques

9/11/16 às 13:21, Atualizado em 9/1/17 às 13:31

Recuperação de área pública invadida em São Sebastião entra no segundo dia

Nesta manhã, houve resistência por parte de ocupantes de terreno com cerca de 60 mil m2

Ádamo Araujo, da Agência Brasília

O segundo dia de desocupação de área pública no Núcleo Rural Zumbi dos Palmares, em São Sebastião, começou com resistência por parte dos ocupantes. Nesta quarta-feira (9), cerca de 100 pessoas, de acordo com a Subchefia de Ordem Pública e Social, da Casa Militar, entraram em confronto com a Polícia Militar. Elas montaram e incendiaram três barricadas com pneus e pedaço de madeira.

Terreno em desocupação pertence à Terracap.
Terreno em desocupação em São Sebastião pertence à Terracap. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Segundo a Agência de Desenvolvimento (Terracap), dona do terreno, o local tem aproximadamente 66 mil metros quadrados (m²). Ontem (8) cerca de 20 mil metros quadrados foram desobstruídos. A programação da Agência de Fiscalização (Agefis) é terminar a operação até sexta-feira (11).

A invasão no núcleo rural começou há cerca de cinco anos e se intensificou a partir de 2014. Na ação de hoje, oito caminhões da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) ficaram à disposição para o transporte dos pertences dos moradores. E dois caminhões do Serviço de Limpeza Urbana vão recolher os entulhos provenientes das edificações removidas e encaminhá-los ao aterro controlado do Jóquei.

A Companhia Energética de Brasília (CEB) desfez ligações irregulares de pontos de eletricidade, enquanto a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) identificou e lacrou um ponto clandestino de abastecimento de água.

Cerca de 180 servidores do governo de Brasília integram a equipe de remoção. Além dos órgãos já citados, o Corpo de Bombeiros trabalhou no combate ao fogo ateado nos pneus e nos pedaços de madeira.

Edição: Marina Mercante

Últimas Notícias