27/2/17 18:54
Atualizado em 2/3/17 às 10:56

Segunda-feira de carnaval tem tarde movimentada no centro do Plano Piloto

Somente no Setor Bancário Sul, três blocos puxam os foliões: Aparelhinho, Divinas Tetas e Urubloco/Acabou o Gás. O Galinho de Brasília anima a 201 Sul. Eventos são monitorados por 18 órgãos do governo de Brasília

Nesta segunda-feira (27), terceiro dia oficial de carnaval, das 27 atrações previstas para hoje, quatro ocorrem no centro do Plano Piloto. No Setor Bancário Sul, estão Aparelhinho, Divinas Tetas e Urubloco/Acabou o Gás. O Bloco dos Que Ficaqui, que sairia das 13 às 22 horas, que também seria no local, foi remarcado para terça-feira (28), no mesmo horário, na 408 Norte.

Bloco Aparelinho no Setor Bancário Norte, na tarde desta segunda-feira (27).
Bloco Aparelhinho no Setor Bancário Sul, na tarde desta segunda-feira (27). Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

O bloco de rua com maior expectativa de público é o Galinho de Brasília, que sai da 201 Sul e deve receber até 100 mil pessoas, segundo a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social. Os foliões se deslocam para o evento, no Setor de Autarquias Sul, a maioria optando pelo transporte público. A estação de metrô da 202 Sul é a que tem o maior número de desembarque de foliões. Até as 17h30, 2 mil pessoas chegavam ao local.

Os eventos são monitorados pelo Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), que reúne 18 órgãos do governo de Brasília.

Pela manhã, crianças se divertiram no Carnapati, no Estacionamento 4 do Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek. No Taguaparque, em Taguatinga, Àsé Dúdú e Mamãe Taguá se apresentam nesta tarde.

Ontem, mais de 180 mil pessoas aproveitaram as festas de rua na cidade. Para minimizar os transtornos com a sujeira, o trabalho de limpeza dos locais por onde passaram os blocos começou antes do fim das folias. Das 17 horas de domingo (26) até as 17 horas desta segunda-feira (28), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) recolheu 21,8 toneladas de resíduos, com o trabalho de 228 garis. Desde sábado (25) foram coletadas cerca de 50 toneladas.

Plantão dos conselheiros tutelares e atendimentos na Saúde

A Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude registrou ontem à noite apenas uma ocorrência no plantão da Coordenação de Denúncias de Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente: o caso de uma mãe que saiu para recolher latinhas na 201 Norte, na Praça dos Prazeres, e levou os cinco filhos. Segundo a pasta, três trabalhavam com ela e os outros dois estavam sozinhos debaixo de um bloco. Policiais militares encaminharam a família para casa.

Conselheiros tutelares fazem plantão para atender às demandas de violação de direitos de crianças e adolescentes. Qualquer denúncia pode ser feita pelos números (61) 3234-8555 e 3234-2876.

Na área da Saúde, das 10 às 17 horas, foram atendidas sete ocorrências referentes ao carnaval. Os casos envolviam embriaguez e uma pessoa que caiu e machucou o joelho.

A pasta também atualizou os dados relacionados às festividades de domingo (26). A partir das 23h22 até as 3h56, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) recebeu mais oito chamados, e quatro pessoas embriagadas foram levadas para os hospitais da rede. Nenhuma vítima em estado grave.

Na noite de domingo, após as 23 horas, o Hospital de Base recebeu, ao todo, dez pacientes esfaqueados. Desses, dois passaram por cirurgia de grande porte, continuam internados na unidade e apresentam estado de saúde estável, sem previsão de alta. Os outros oito foram atendidos, medicados, fizeram pequenos procedimentos e já foram liberados. Além disso, o hospital recebeu várias pessoas embriagadas durante a madrugada.

O Hospital Regional da Asa Norte (Hran) também atendeu quatro foliões esfaqueados. Eles não precisaram de centro cirúrgico, passaram por pequenos procedimentos e também foram liberados, de acordo com a secretaria.

A Companhia Energética de Brasília (CEB) não registrou ocorrências.

Ocorrências policiais, Detran e Mobilidade

A Polícia Militar não contabilizou nenhuma incidência até as 18h30, e o Corpo de Bombeiros também não foi acionado para prestar atendimentos de urgência.

Quanto às ocorrências registradas pela Polícia Civil, da zero hora de sábado (25) às 7 horas desta segunda (27), foram 121. Do total, 57 sobre furtos diversos; 13 relacionadas a roubo de pedestres e outras 9 a uso e porte de drogas. Houve também 6 de lesão corporal dolosa, 5 de furto a pedestre, 4 de furto de celular, 3 de roubos diversos e um caso de roubo em coletivo. Também foram registrados crimes como receptação culposa, resistência à prisão, porte de arma branca e injúria; houve apenas uma ocorrência cada um desses casos.

A Polícia Civil explica que o número de ocorrências, mesmo dos dias já passados, pode se alterar em razão de novos casos notificados. Uma vítima de um furto em um evento no sábado de carnaval, por exemplo, pode decidir registrá-lo somente dias depois.

O Departamento de Trânsito (Detran-DF) faz fiscalizações ao longo do dia. Até as 17 horas, houve 172 infrações relacionadas ao carnaval. Pelo menos 76 casos foram por falta de uso do cinto de segurança, 10 por motoristas que deixaram de dar preferência em faixa de pedestre, 15 por estacionamento irregular, 11 por avanço de sinal vermelho, entre outros. Como resultado das primeiras operações, 131 veículos tiveram de ser recolhidos ao depósito por irregularidades.

Sobre as empresas de ônibus que descumpriram o horário previsto na ordem de serviço vigente para atender à demanda do carnaval, a Secretaria de Mobilidade informa que elas serão notificadas e autuadas.

Ainda hoje, o governo adotará as medidas necessárias para que não se repitam os atos de depredação a coletivos ocorridos na madrugada de ontem depois dos festejos carnavalescos.

Edição: Paula Oliveira e Raquel Flores

Galeria de Fotos

Bloco Aparelinho, no Setor Bancário Sul

Bloco Divinas Tetas