3/4/17 12:49
Atualizado em 27/4/17 às 11:15

Organização especializada será parceira na produção do 50º Festival de Brasília

Entidade civil foi selecionada por meio de chamamento público da Secretaria de Cultura. Evento ocorrerá de 15 a 24 de setembro

A seis meses do 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, as tratativas da produção do evento avançam na Secretaria de Cultura. As próximas duas edições, de 2017 e 2018, serão organizadas por uma entidade civil com experiência em produção cultural, selecionada por meio de chamamento público.

Os cobiçados Troféus Candango, que premiam os melhores filmes no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro
Os cobiçados Troféus Candango, que premiam os melhores filmes no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília – 27.9.2016

O Instituto Alvorada Brasil, vencedor da concorrência, firmou parceria por meio de termo de cooperação. O valor de referência para a contratação do evento é de R$ 2,5 milhões em cada edição (2017 e 2018). O resultado foi homologado no Diário Oficial do Distrito Federal de 31 de março.

De acordo com a coordenadora de Audiovisual da Secretaria de Cultura, Sara Rocha, o processo de seleção foi marcado pela pluralidade dos dois projetos inscritos. Ambos incluíram outros agentes do cenário cultural do DF nas iniciativas.

“No caso do selecionado, eles trouxeram a expertise que já tinham no assunto, e se juntaram a outros parceiros da produção local para oferecer uma proposta completa, que traduziu o que esperávamos”, ressalta.

Com a formalização, a organização civil elaborará nos próximos dias o plano de trabalho do evento. O planejamento deverá seguir as finalidades do festival, o que inclui estimular a cultura audiovisual e fortalecer esse segmento por meio de mostras, oficinas, lançamentos, palestras, debates e ampla programação sobre a produção do País e de Brasília.

“No caso do selecionado, eles trouxeram a expertise que já tinham no assunto, e se juntaram a outros parceiros da produção local para oferecer uma proposta completa, que traduziu o que esperávamos”Sara Rocha, coordenadora de Audiovisual da Secretaria de Cultura

A servidora da Cultura ainda reforça que o modelo de parceria é uma forma de fortalecer a sociedade civil de maneira legítima, além de facilitar a forma de capitalização dos investimentos públicos. “A melhoria na gestão nos permitirá abrir novos horizontes de trabalho”, defende.

Com sede em Brasília, a organização selecionada desenvolve projetos nas áreas de cultura, de responsabilidade social e de economia criativa desde 2009. O instituto participou da organização do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro em 2013, 2014, 2015 e 2016, mas prioritariamente como captador de recursos, via Lei de Incentivo à Cultura e outros mecanismos de fomento.

Festival de Brasília do Cinema Brasileiro terá dez dias em 2017

Além da gestão partilhada, o festival, tradicionalmente celebrado durante uma semana, neste ano será ampliado para dez dias — a previsão é que ocorra de 15 a 24 de setembro. Com a mudança, espera-se que mais filmes integrem a mostra competitiva.

Além da gestão partilhada, o festival, tradicionalmente celebrado durante uma semana, neste ano será ampliado para dez dias

De acordo com a Secretaria de Cultura, o objetivo é também estreitar os laços com a Universidade de Brasília (UnB), por meio de atividades voltadas aos alunos, com apoio de docentes e dos próprios estudantes.

“A UnB, além de ser berço do festival, confere ao evento o caráter de formação e produção que dialogam bem com a proposta”, define a coordenadora de Audiovisual. A ideia é aprofundar a parceria por meio de seminários, oficinas e outras ações no ambiente acadêmico.

Sobre a premiação, que, como nos outros anos, somará R$ 340 mil, a coordenação informa que pode haver ajustes na distribuição. O edital de inscrição para a mostra competitiva está previsto para maio.

Edição: Paula Oliveira