20/4/17 16:45
Atualizado em 16/6/17 às 16:14

Quinta Cultural anima Setor Comercial Sul na primeira edição de 2017

Projeto ocorre na Quadra 6, até as 23 horas. Atrações incluem artistas locais, food trucks e food bikes

O Quinta Cultural retornou, nesta quinta-feira (20), no Setor Comercial Sul, com horário estendido: das 12 às 23 horas. A temporada 2017 ocorre em novo local, na Quadra 6, em frente ao Shopping Pátio Brasil — antes, era na Quadra 4 e começava às 17 horas.

A artista Ana Sucha tocou folk e rock and roll durante o horário de almoço desta quinta-feira (20). Foto: Tony Winston/Agência Brasília
A artista Ana Sucha tocou folk e rock and roll durante o horário de almoço desta quinta-feira (20). Foto: Tony Winston/Agência Brasília

A mudança para um espaço com maior circulação de pessoas é uma forma de ampliar a divulgação da iniciativa. O evento é organizado pela Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

Com início da programação no horário de almoço, mais pessoas devem passar pela área central de Brasília. “No ano passado, o público foi de cerca de 10 mil pessoas em 24 edições. Esperamos superar esse número em 2017”, estimou o secretário adjunto do Trabalho, Thiago Jarjour.

O novo horário ainda está em fase de avaliação. “Se a população aprová-lo, nós o manteremos”, explicou Jarjour. A proposta surgiu da experiência da edição do Dia Mundial Sem Carro, em 22 de setembro. “Houve muita adesão, e as pessoas deram um retorno positivo”, lembrou o secretário adjunto.

"Queremos que o Quinta Cultural seja uma vitrine para os artistas divulgarem o trabalho"Thiago Jarjour, secretário adjunto do Trabalho do DF

As atividades incluem shows com artistas locais, food trucks e food bikes. “Queremos que o Quinta Cultural seja uma vitrine para eles divulgarem o trabalho”, disse Jarjour. Para isso, músicos e bandas devem procurar a secretaria (SCS, Quadra 6, Edifício Guanabara) para fazer inscrição. O pré-requisito é apresentar produção autoral.

Mudança de percepção do Setor Comercial Sul

Associar a região a crimes e degradação é hábito do passado, de acordo com o técnico em ótica Antônio Carlos de Menezes, de 60 anos. “Trabalho aqui perto e acho que a região melhorou muito de uns tempos para cá”, avaliou.

Menezes conta que já participou de várias edições no ano passado e aprovou a mudança de horário. “Eu saía do trabalho e ia para o Quinta Cultural. Agora, começando mais cedo, dá oportunidade para mais gente ouvir música boa”, defendeu.

A ocupação do espaço público foi primordial para fortalecer o resultado das melhorias feitas na região, de acordo com o secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade. “É a revitalização pelo uso e não só pelas melhorias físicas, como troca de iluminação, pinturas de meio-fio e limpeza”, considerou.

No horário de almoço, a artista Ana Sucha cantou composições inspiradas em folk romântico e rock and roll. À noite, sobe ao palco a banda Supersonic, formada por Eduardo Pastore, Túlio Sales, Caio Lages e Otoniel Miranda.

O grupo fará um show marcado pelo indie rock contemporâneo (gênero musical surgido na década de 1980 no Reino Unido e nos Estados Unidos).

Edição: Vannildo Mendes

Galeria de Fotos

Quinta Cultural anima Setor Comercial Sul na primeira edição de 2017