4/5/17 13:40
Atualizado em 4/5/17 às 14:53

Recriação do Parque Ecológico do Gama será discutida com a sociedade

Consulta pública ocorrerá em 20 de maio, às 9 horas, no auditório da Faciplac, no Setor Leste da região administrativa. Unidade de conservação ocupará 52 hectares dentro de outra extinta porque a lei que a criou foi declarada inconstitucional

A recriação do Parque Ecológico do Gama poderá ser discutida pela sociedade civil em consulta pública promovida pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

O encontro com a população será em 20 de maio, no auditório da Faciplac (Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central), no Setor Leste, a partir das 9 horas.

De acordo com o Ibram, a unidade de conservação ocupará uma área de 52 hectares dentro do extinto Parque Urbano e Vivencial do Gama. Ele extinguiu-se porque a Lei n° 1959, de 8 de junho de 1998, que o criou, foi declarada inconstitucional.

52Área em hectares do Parque Ecológico do Gama

Por isso, segundo o Instituto Brasília Ambiental, é preciso uma outra legislação para criar novamente um parque ecológico no local.

A gerente de Manejo e Gestão de Unidades de Conservação, do Ibram, Marcela Versiani, explica que o novo espaço deverá ser instituído por um ato normativo, como decreto, lei ou lei complementar.

Marcela adianta que o lugar terá características típicas do Cerrado, como solo hidromórfico (com umidade excessiva) e campos de murundus (pequenas porções de terras mais elevadas, ovais ou circulares, com espécies vegetais do bioma), áreas de nascentes e veredas. “Isso sem falar nas espécies animais”, destaca a gerente.

 

Consulta Pública sobre recriação do Parque Ecológico do Gama

20 de maio (sábado)

Às 9 horas

Na Faciplac — Setor de Indústrias do Gama, Área Especial para Indústria n° 2, Setor Leste

Edição: Raquel Flores