23/5/17 12:15
Atualizado em 28/2/18 às 11:19

Saúde compra 6.360 equipamentos para a Atenção Primária

Aquisições foram feitas por meio de duas atas de registro de preço. Entre os itens estão autoclave (aparelho de esterilização), estetoscópio, biombo e sonar

As unidades de Atenção Primária à Saúde receberão 6.360 equipamentos médicos comprados pela Secretaria de Saúde por meio de duas atas de registro de preço.

Serão 15 tipos de materiais, entre autoclave (aparelho de esterilização), estetoscópio, biombo e sonar. Os itens custaram R$ 3,8 milhões, verba do governo Federal.

“Com esse modelo aliado à forma de gestão das superintendências, que é feita com mais autonomia, fica permitido à cada região de saúde definir a quantidade que necessita”Murillo Nunes, gerente de Apoio Institucional à Atenção Primária

Segundo o gerente de Apoio Institucional à Atenção Primária, Murillo Nunes, a contratação de bens e serviços a partir dessa modalidade de licitação permite o registro prévio dos preços e dos prazos para os fornecedores.

“Com esse modelo aliado à forma de gestão das superintendências, que é feita com mais autonomia, fica permitido à cada região de saúde definir a quantidade que necessita”, diz.

Nunes também ressalta que cada pedido foi elaborado com as gerências de Apoio Operacional à Atenção Primária, responsáveis pela estrutura administrativa das unidades básicas de saúde. “O nosso objetivo é, a partir dessa ata, melhorar os parâmetros de compra, aquisição e utilização de equipamentos”, destaca o gestor.

Até o momento, sete modelos de equipamentos foram destinados às regionais que compõem a rede pública de saúde do Distrito Federal. São eles:

  • 210 focos cirúrgicos portáteis (luz artificial para cirurgias)
  • 170 biombos (divisória de ambientes)
  • 420 oftalmoscópios (para exames no interior do olho)
  • 509 balanças antropométricas (para medir e pesar o paciente)
  • 789 estetoscópios adultos e 443 infantis
  • 133 aspiradores cirúrgicos

Murillo explica que, com a mudança no modelo assistencial de Atenção Primária, a aquisição dos novos itens contribuirá para o aumento da melhoria do atendimento à população.

“Com um número maior de equipamentos na rede, garantimos uma assistência com mais qualidade, pois os profissionais terão em mãos os instrumentos necessários para que isso ocorra.”