3/7/17 20:03
Atualizado em 5/7/17 às 12:49

Parque Ecológico do Guará: 11 casas irregulares retiradas nesta segunda-feira (3)

Ação dá prosseguimento aos trabalhos iniciados em janeiro e não tem data para acabar

A Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) retirou do Parque Ecológico Ezechias Heringer, no Guará, 11 casas irregulares – sete de madeira e quatro de alvenaria. A retomada da ação de desocupação foi nesta segunda-feira (3).

Desocupação no Parque Ecológico Ezechias Heringer foi retomada nesta segunda-feira (3).
Desocupação de área pública no Parque Ecológico Ezechias Heringer foi retomada nesta segunda-feira (3). Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

A desocupação, iniciada em 9 de janeiro deste ano, visa à proteção ambiental da reserva e se estenderá pelo tempo que for necessário. Nessa fase, serão retiradas 66 casas do local conhecido como Favelinha.

Espécies endêmicas (que só ocorrem naqueles lugares) da fauna, como o peixe pirá-brasília, e da flora, como as micro-orquídeas, estão sendo ameaçadas pela invasão do espaço.

Durante a operação, houve resistência de um grupo de moradores, e a Polícia Militar do DF teve que utilizar spray de pimenta para conter o tumulto na parte da manhã. Duas pessoas foram presas pelos policiais.

As famílias foram notificadas da retomada em abril deste ano. Elas recorreram da decisão e tiveram o recurso negado na semana passada. Do total, 11 ocupantes obtiveram liminar e não terão as construções afetadas.

Cento e cinquenta policiais militares participaram da ação, além de servidores da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), do Corpo de Bombeiros, do Departamento de Trânsito (Detran) e da Subchefia da Ordem Pública e Social, da Casa Militar.

Edição: Vannildo Mendes

Galeria de Fotos

Desocupação de áreas é retomada em Parque Ecológico do Guará