10/8/17 20:44
Atualizado em 11/8/17 às 11:23

Cronograma de implementação do SEI é apresentado a servidores

Plano é que todos as 89 secretarias, empresas públicas e administrações regionais estejam integradas até 2018

Foi apresentado hoje (10), para servidores do governo de Brasília, o cronograma de implementação do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) de todos os órgãos do Executivo local. O plano é que todas as secretarias, empresas públicas e administrações regionais façam trâmites por meio da plataforma digital até 2018.

Feita por chefes das Coordenações de Implantação de Projetos e de Técnica de Sistemas da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão e pela titular da pasta, Leany Lemos, a apresentação ocorreu no auditório da Escola de Governo.

Com a centralização eletrônica, as trocas entre as pastas ficam mais rápidas. Um documento que precisava ser protocolado e levado entre duas secretarias agora é enviado e recebido imediatamente. Isso porque o sistema legitima instantaneamente a comunicação e pode ser acessado em celular, tablet ou computador.

Para exemplificar a economia que o SEI propicia ao governo, a secretária Leany descreveu o quanto se gastava em transporte, papel e tempo na tramitação de um processo de remanejamento orçamentário da Secretaria de Educação.

"Com o SEI, o processo chega em duas horas, sem ninguém sair do gabinete, sem gastar gasolina, papel e, principalmente, o tempo do servidor"Leany Lemos, secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF

“Com o sistema, o processo chega ao secretário em duas horas, sem ninguém sair do gabinete, sem gastar gasolina, sem gastar papel, mas, principalmente, sem gastar o tempo do servidor”, explicou Leany.

Para que o sistema funcione com todos os documentos e processos em rede, foi criado um datacenter (base física das informações) na Subsecretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação, vinculada à pasta de Planejamento.

Até o momento, 25 órgãos implementaram os processos ao SEI. O último foi a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), em 7 de agosto. O próximo do cronograma é o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), previsto para 28 de agosto.

Para conferir a relação completa dos órgãos que fazem trâmites pelo SEI e os que estão previstos para 2017, uma lista foi colocada na página do sistema.

O cronograma apresentado nesta quinta-feira (10) tem as datas de integração de 58 órgãos até 19 de junho de 2018. Depois disso, o plano é fazer a implementação dos processos das 31 regiões administrativas de Brasília no sistema até dezembro daquele ano.

Uma plataforma escolhida como solução nacional

Desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, o SEI foi escolhido como solução para o Processo Eletrônico Nacional. A iniciativa foi do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, com o objetivo de criar uma infraestrutura pública de processos e documentos eletrônicos.

Para o sistema ser implementado na administração de Brasília, foi firmado acordo com o Ministério, por meio da Secretaria de Planejamento.

Cada órgão e pasta do governo local que for colocar os processos no SEI precisa ter uma portaria conjunta assinada pela secretária Leany Lemos.

Mesmo com a centralização física dos arquivos, os procedimentos sigilosos dos órgãos são separados uns dos outros. Apenas os documentos públicos ficam disponíveis para todos os servidores com acesso ao sistema.

Edição: Vannildo Mendes