29/8/17 13:02
Atualizado em 29/8/17 às 13:02

Bate-papos com psicóloga em sala de espera do HRT ajudam pais de recém-nascidos

Encontros ocorrem às quartas-feiras de manhã, no ambulatório. Para participar, basta ir ao local

“Será que nunca mais vou dormir?”. “Ele não consegue sugar meu leite”. “Por que ele está chorando tanto?”. Essas e outras questões fazem parte do universo de quem acabou de ter um bebê. Para ajudar pais de recém-nascidos a lidar com a ansiedade e as dúvidas, um bate-papo ocorre na sala de espera do Banco de Leite Humano do Hospital Regional de Taguatinga, às quartas-feiras de manhã.

Psicóloga da unidade, Shyrlene Brandão é a responsável pela iniciativa. “Quando percebo a sala cheia, começo uma conversa, deixando que as mães e os familiares tragam incertezas, problemas e troquem experiências”, explica.

De acordo com Shyrlene, o encontro também serve como uma espécie de triagem, pois é possível identificar demandas mais complexas, que precisam de atendimento individual.

“Como em um caso recente em que uma mãe, doadora de leite humano, estava em sofrimento por ter de voltar ao trabalho e deixar a criança. Estamos acompanhando essa paciente”, exemplifica.

Para participar dos bate-papos, não é preciso se inscrever. Basta chegar ao local, que fica no ambulatório do hospital de Taguatinga, às quartas-feiras pela manhã.