5/9/17 16:35
Atualizado em 12/9/17 às 17:13

Novo sistema on-line auxiliará na gestão de recursos hídricos do DF

Ferramenta foi lançada nesta terça (5) e consiste em base unificada de dados e mapas. Na ocasião, governador Rodrigo Rollemberg também anunciou a retomada das obras, na parte goiana, do Sistema Produtor Corumbá 4

Para aumentar a eficiência da gestão de recursos hídricos de Brasília, dados e mapas sobre o tema estão unificados em uma ferramenta eletrônica. O Sistema de Informações sobre Recursos Hídricos (SIRH) foi lançado na tarde desta terça-feira (5), no Palácio do Buriti.

O governador Rodrigo Rollemberg lançou nesta terça (5) o Sistema de Informações sobre Recursos Hídricos (SIRH)
O governador Rodrigo Rollemberg lançou nesta terça (5) o Sistema de Informações sobre Recursos Hídricos (SIRH). Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Presente no evento, o governador Rodrigo Rollemberg falou sobre como a novidade ajudará na manutenção dos recursos hídricos locais. “Não se faz política pública sem informação. Essas que estão sendo colhidas pela Adasa serão importantes para as estratégias de enfrentamento durante os períodos de escassez de água.”

Dentro do sistema on-line há um núcleo de informações públicas e um outro fechado para acesso de equipes técnicas da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa).

“Nossa capacidade de analisar passa a cruzar dados e imagens”, explicou o diretor-presidente da Adasa, Paulo Salles. “Podemos, por exemplo, olhar para o mapa e encontrar a localização de um ponto de outorga.”

O chefe do Serviço de Tecnologia de Informação e Comunicação da autarquia, Geraldo Alves Barcellos, ressalta que o sistema pode ser acessado por qualquer navegador de internet, o que “permite que a pessoa veja as informações também por celular ou tablet”. De acordo com a Adasa, o link estará disponível a partir desta quarta-feira (6).

Com o SIRH, é possível acessar:

  • Registros e fiscalizações de outorgas de captação de águas superficiais e subterrâneas
  • Imagens de monitoramento aéreo
  • Informações de monitoramento remoto e in loco de vazão de córregos e rios
  • Volume dos reservatórios com qualidade da água
  • Mapas
  • Boletins e documentos diversos

Como o sistema resulta de uma ferramenta de georreferenciamento e outra de análise de dados já usadas pela Adasa para outras funcionalidades, não é possível determinar o custo de criação. Ele foi feito por equipes da agência com uma consultoria técnica contratada. Os recursos são próprios da autarquia.

A criação do SIRH está prevista na Lei nº 4.285, de 2008, que reestrutura a Adasa. É um passo para que os dados da empresa sejam integrados a um sistema nacional de recursos hídricos, gerido pela Agência Nacional de Águas (ANA).

Obras de Corumbá 4 foram retomadas em Goiás

Também na cerimônia, o governador anunciou que as obras da parte de Goiás do Sistema Produtor Corumbá 4 foram retomadas pela Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago).

“As boas notícias foram dadas pelo governador Marconi Perillo. E as obras da parte do DF seguem de vento em popa. Portanto, podemos retomar o prazo de inauguração da infraestrutura para o fim do ano que vem” falou Rollemberg.

Leia a íntegra do pronunciamento do governador Rodrigo Rollemberg no lançamento do sistema de informações sobre recursos hídricos.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

Novo sistema on-line auxiliará na gestão de recursos hídricos do DF