17/10/17 16:41
Atualizado em 18/10/17 às 10:25

Mais R$ 350 mil do Prospera chegam a microempresários

Artesã, Joana Darque Lima recorreu ao programa pela terceira vez para ajudar na compra de matéria-prima para produção de luminárias em Samambaia

Mais R$ 352 mil em cartas de crédito foram liberados nesta semana pelo Prospera, programa de microcrédito produtivo do governo de Brasília, para estimular o ambiente de negócios.

Joana Darque Lima, de 43 anos, é artesã e vai usar o crédito do Prospera para comprar matéria-prima para a produção de luminárias.
Joana Darque Lima, de 43 anos, é artesã e vai usar o crédito do Prospera para comprar matéria-prima para a produção de luminárias. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Na manhã desta terça-feira (17), 18 cartas urbanas, no valor de R$ 188.044,70, foram entregues no Setor Comercial Sul, no auditório da Secretaria Adjunta do Trabalho, da pasta do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

Este 15º lote do programa inclui também 10 cartas rurais, no valor total de R$ 164.244,12, que serão entregues ao longo da semana pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF).

Artesã, Joana Darque Lima, de 43 anos, recorreu ao Prospera pela terceira vez para ajudar na compra de matéria-prima para as luminárias que fabrica com o marido, em Samambaia.

"Comprar à vista sai mais barato. Além do lucro do desconto, temos o material à disposição para trabalhar"Joana Darque Lima, artesã

“Comprar à vista sai mais barato. Além do lucro do desconto, temos o material à disposição para fazer os trabalhos”, destacou a artesã, que também produz bonecas de pano inclusivas. Os artigos ficam expostos em mostras e também são vendidos pela internet.

O dinheiro obtido hoje com o Prospera ajudará a incrementar as vendas de fim de ano. “No início de novembro, a gente já pega as encomendas para o Natal”, explicou ela, ao elencar duas vantagens do programa: a baixa taxa de juros e as formas de parcelamento.

No campo, as taxas de juros são de 2% ao ano para custeio e de 3% para investimento. Na cidade, o índice é de 0,75% ao mês para capital de giro e 0,70% para investimento.

Além da Emater-DF, o programa de microcrédito produtivo orientado da Secretaria do Trabalho conta com o apoio do Banco de Brasília (BRB).

Prospera ainda pode liberar R$ 3,9 milhões neste ano

O programa de microcrédito produtivo do governo de Brasília ainda pode liberar neste ano R$ 3,9 milhões para empreendedores das áreas urbana e rural. Dos R$ 11 milhões de meta para 2017, R$ 7 milhões já foram entregues.

R$ 11 milhõesMeta de liberação de recursos pelo Prospera durante o ano de 2017

Todas as agências do trabalhador podem auxiliar com informações, mas os pedidos de crédito do Prospera são feitos nas unidades do Plano Piloto (Setor Comercial Sul, Quadra 6, Lotes 10 e 11) e de Taguatinga (Avenida das Palmeiras, Quadra C4, Lote 3), de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas.

No caso da área rural, os interessados devem procurar um dos postos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF), que também abrem de segunda a sexta. O horário é diferente: das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas.

Caso deseje, o interessado pode recorrer a uma das unidades e consultar antecipadamente a documentação necessária para dar entrada no pedido de crédito, que pode ser feito até 10 de novembro.

Duas cartilhas (uma para o público urbano e outra para o rural) auxiliam com mais informações sobre o benefício.

Onde dar entrada no pedido de crédito do Prospera

 

Área urbana

Nas Agências do Trabalhador do Plano Piloto (SCS, Quadra 6, Lotes 10 e 11) e de Taguatinga (Avenida das Palmeiras, Quadra C4, Lote 3)

De segunda a sexta-feira

Das 8 às 18 horas

 

Área rural

Nas unidades da Emater-DF

De segunda a sexta-feira

Das 8 horas ao meio-dia e das 13 às 17 horas

Edição: Vannildo Mendes

Galeria de Fotos

Mais R$ 350 mil do Prospera chegam a empresários do DF