23/10/17 15:40
Atualizado em 24/10/17 às 10:56

PecBrasília dedica atenção ao enfrentamento da crise hídrica

Mostra, que começa nesta quarta-feira (25) no Parque de Exposições Agropecuárias da Granja do Torto, reunirá 150 criadores do DF e do Entorno

O Parque de Exposições Agropecuárias Granja do Torto receberá, de 25 a 29 de outubro, a 3ª Mostra Tecnológica da Pecuária do Distrito Federal e da Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride) — PecBrasília.

Destinado a fomentar o desenvolvimento do setor, o evento reunirá cerca de 150 criadores dos segmentos de bovinocultura de leite e de corte, equideocultura (equinos, asnos e muares), ovinocultura e caprinocultura.

Devido à crise hídrica que afeta a região, a mostra terá um olhar voltado para a preservação e uso sustentável da água. Serão postos à venda cerca de 1,2 mil animais, além de máquinas agrícolas. Em 2016, a mostra movimentou mais de R$ 2 milhões em negócios.

"Vamos investir em melhorias na região do Alto Descoberto para recuperar estradas e construir bacias de contenção"Argileu Martins, secretário da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural

Para o secretário da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Argileu Martins, trata-se de um setor estratégico no âmbito econômico, social e ambiental. “Temos boa estrutura fundiária e diversificação de produtos, o que é muito bom para a economia”, observa.

O governo de Brasília, por meio da pasta da Agricultura, entregará, na abertura do evento, duas motoniveladoras, uma retroescavadeira, dois caminhões-caçambas e dois caminhões-pipas.

As máquinas são para melhoria da trafegabilidade e preservação de mananciais no espaço rural. “Todo o maquinário será utilizado no enfrentamento da crise hídrica. Vamos investir em melhorias na região do Alto Descoberto para recuperar estradas e construir bacias de contenção”, explica Argileu.

Chamadas de barraginhas, as bacias servem de barreiras para conter o deslizamento de sedimentos, como pedras, gravetos e resíduos de solo soltos, para as nascentes.

As intervenções da pasta também incluem serviços de terraplanagem das vias e criação de ondulações — chamadas de peito-de-pombo. Isso permite redução da velocidade da água da chuva que escoa para o reservatório.

Na abertura do evento, a Secretaria da Agricultura vai assinar com a Fundação Banco do Brasil convênio de R$ 1 milhão para revitalizar a Bacia Hidrográfica do Alto Rio Descoberto.

Serão reabilitadas 224 áreas de preservação permanente, construídas 1,2 mil barraginhas e implementadas cerca de 40 unidades demonstrativas de manejo de irrigação.

Crédito para a pecuária

Mais de R$ 1,5 milhão será disponibilizado em linhas de financiamento ao setor pecuário para impulsionar a cadeia produtiva no DF. Durante a solenidade, duas produtoras vão receber cartas de crédito no valor de R$ 200 mil.

Celia de Barros vai utilizar parte do dinheiro para comprar quatro vacas e um touro reprodutor e incrementar a renda da família. Maria Aparecida Teixeira, da Fazenda Mogi, vai investir em 186 vacas de corte.

Também serão entregues os dois primeiros selos que garantem boas práticas agropecuárias (BPA) no setor leiteiro. De acordo com a secretaria, o rebanho bovino do DF e da Ride tem 1.975.024 cabeças.

Rodada de Negócios

A novidade da mostra em 2017 será a 1ª Rodada de Negócios de Tecnológicos para Agropecuária, na quinta (26), a partir das 9 horas. Serão apresentados 34 ativos tecnológicos em desenvolvimento em quatro mesas temáticas:

  • Biomassa para fins industriais
  • Biotecnologia industrial
  • Química
  • Materiais renováveis

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) adota um modelo de inovação aberta, ancorada na constante prospecção de novas oportunidades de negócio e parceria, explica Alexandre Alonso, chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Agroenergia.

Ele destaca que a rodada é uma estratégia de fomento à inovação do setor. “Esse é um mecanismo dinâmico, por meio do qual buscamos empresas parceiras para desenvolvimento tecnológico e também oportunidades para cocriação”, diz.

Para participar da iniciativa as empresas devem enviar pedido de inscrição nesta segunda-feira (23) para: agroenergia.eventos@embrapa.br” e informar a mesa temática de interesse. As confirmações de inscrição serão enviadas na quarta (25).

A PecBrasília é uma iniciativa da Associação dos Criadores de Zebu do Planalto, em parceria com o Sindicato dos Criadores de Ovinos e Caprinos do Distrito Federal e do Núcleo Quarto de Milha de Brasília.

Apoiam o evento a Secretaria da Agricultura, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF), a Centrais de Abastecimento do DF (Ceasa-DF), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Federação da Agricultura e Pecuária do DF e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

O presidente da Associação dos Criadores de Zebu do Planalto, Evandro Reis da Silva, ressaltou a importância da parceria e parabenizou o incentivo do governo na realização do evento. “Brasília tem um ambiente favorável ao setor, 70% do território é área rural.”

3ª PecBrasília 2017

25 a 29 de outubro

Das 8 às 17 horas

No Parque de Exposições Agropecuárias Granja do Torto

Entrada Franca