18/12/17 16:11
Atualizado em 19/12/17 às 9:39

FAP-DF premia iniciativas escolares de destaque em ciência e tecnologia

Vinte e quatro projetos foram reconhecidos em cerimônia na tarde desta segunda-feira (18), quando governador de Brasília também assinou decreto que cria outro prêmio do setor

Iniciativas de estudantes e professores da rede pública foram reconhecidas pelo Prêmio FAP-DF de Ciência, Tecnologia e Inovação na Escola Pública 2017. Na tarde desta segunda-feira (18), 24 trabalhos de 21 escolas receberam, ao todo, R$ 321 mil em prêmios.

Do Centro Educacional Agrourbano Ipê do Riacho Fundo II, o projeto de produção de alimentos e tecnologias rendeu o primeiro lugar na categoria ensino médio
Do Centro Educacional Agrourbano Ipê do Riacho Fundo II, o projeto de produção de alimentos e tecnologias rendeu o primeiro lugar na categoria ensino médio. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

A cerimônia ocorreu no auditório do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit).

“Uma cidade só se desenvolve e só agrega valor à sua produção por meio do conhecimento”, definiu o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, que entregou os prêmios aos vencedores.

“Despertar esse interesse nos jovens é fundamental para que as pessoas possam identificar suas vocações e seguir suas carreiras”, acrescentou.

Mais de 450 mil alunos, de 673 colégios do Distrito Federal, participaram da concorrência da Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP-DF) em oito modalidades.

No Centro Educacional Agrourbano Ipê do Riacho Fundo II, o projeto de produção de alimentos e tecnologias rendeu o primeiro lugar na categoria ensino médio. “Desenvolvemos práticas como captação de água da chuva, compostagem e produção de adubo orgânico e criação de tilápias em tanque de reúso”, detalhou o professor Rodrigo Chaves Toratani, à frente da equipe vencedora.

"É um modo diferente de aprendizagem, para além da sala de aula, e que posso levar para dentro de casa"Odair Ferreira, aluno do Centro Educacional Agrourbano Ipê do Riacho Fundo II, que venceu na categoria ensino médio

Toda a produção ecológica é usada na própria escola, e as técnicas são estendidas para os moradores da região administrativa. “A ideia é aperfeiçoar a teoria, testar na prática e disseminar entre os alunos, as famílias e a comunidade”, explicou o docente.

Membro do grupo, o estudante do segundo ano Odair Ferreira, de 18 anos, conta que decidiu fazer parte da iniciativa por ser complementar. “É um modo diferente de aprendizagem, para além da sala de aula, e que posso levar para dentro de casa”, disse o morador do Riacho Fundo II, que sonha cursar disciplinas ligadas ao meio ambiente na graduação.

Prêmio da FAP faz parte do programa Criança Candanga

O Prêmio FAPDF de Ciência, Tecnologia e Inovação na Escola Pública faz parte do programa Criança Candanga e tem como objetivo ampliar o acesso dos estudantes à cultura científica.

Para o diretor-presidente da FAP-DF, Wellington Lourenço de Almeida, a medida é de extrema importância para a entidade pelo caráter estruturante. “Vamos nos mostrar uma sociedade madura quando olharmos para o futuro, para os jovens e as crianças”, defendeu.

450 milNúmero de alunos, de 673 colégios do Distrito Federal, que participaram da concorrência da FAP-DF

Também presente na cerimônia, o secretário de Educação, Júlio Gregório Filho, destacou a dedicação dos estudantes e agradeceu a todos os envolvidos pela oportunidade de envolver os jovens em ações como essa. “Esse é o tipo de educação que precisamos no século 21”.

Servidores que tiveram participação ativa no processo receberam o certificado de menção honrosa das mãos do governador.

Os trabalhos apresentados fizeram parte do Circuito de Ciências, promovido pela Secretaria de Educação em parceria com a Secretaria Adjunta de Ciência, Tecnologia e Inovação, da Casa Civil, e com a Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável.

Distribuição dos prêmios em cada categoria

Primeiro lugar

  • R$ 3,2 mil para a equipe de estudantes
  • R$ 4 mil para professor/coordenador do trabalho
  • R$ 10 mil para a escola

Segundo lugar

  • R$ 2,4 mil para a equipe de estudantes
  • R$ 3 mil para professor/coordenador
  • R$ 8 mil para a escola

Terceiro lugar

  • R$ 1,6 mil para a equipe de estudantes
  • R$ 2 mil para professor/coordenador
  • R$ 6 mil para a escola

Governo institui Prêmio Candango de Ciência, Tecnologia e Inovação

Na cerimônia desta segunda (18), foi instituído, por meio de decreto assinado pelo governador de Brasília, o Prêmio Candango de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF.

A iniciativa vai reconhecer práticas transformadoras em educação, difusão científica e tecnológica, formais e não formais, nas seguintes categorias:

  • Por profissionais da Educação
  • Nos ambientes da Rede Ciência
  • Por profissionais do setor produtivo
  • No serviço público
  • Na comunidade

Acesse a lista dos vencedores no Prêmio FAPDF de Ciência, Tecnologia e Inovação na Escola Pública 2017.

Leia o pronunciamento do governador Rodrigo Rollemberg durante o Prêmio FAP-DF de Ciência, Tecnologia e Inovação na Escola Pública.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

FAP-DF premia iniciativas escolares de destaque em ciência e tecnologia