11/1/18 14:48
Atualizado em 22/2/18 às 12:02

Escola do Riacho Fundo concorre a prêmio em Abu Dabi

Estudante e gestores partem nesta sexta-feira (12) para os Emirados Árabes, onde podem ganhar até 100 mil dólares para financiamento de programa sustentável

Projeto de sustentabilidade do Centro Educacional Agrourbano Ipê, no Riacho Fundo II, concorre a prêmio em Abu Dabi, nos Emirados Árabes. Trata-se da Zayed Future Energy Prize.

A instituição desenvolveu um sistema integrado na escola com painéis fotovoltaicos, coleta de água da chuva, tratamento de esgoto e agrofloresta.

Um dos idealizadores é o aluno Odair Bernardes, de 18 anos. “Tenho um primo que fez um curso sobre energia solar e acompanhei de perto. Na hora pensei que o telhado da escola poderia abrigar muitos painéis daqueles.”

A escola compete com outras duas instituições de ensino na América do Sul — uma de São Paulo (SP) e outra do Paraguai

Ele vai a Abu Dabi participar da premiação acompanhado da diretora da escola, Sheila Pereira Mello, e da vice-diretora, Gedilene Lustosa. O grupo embarca na sexta-feira (12).

A ideia é que o sistema desenvolvido pelos alunos seja implementado em pelo menos três chácaras da região para disseminar a prática sustentável.

“É uma forma de dar continuidade às nossas pesquisas e ajudar famílias de estudantes”, acredita Odair, que pretende cursar engenharia ambiental.

A escola compete com outras duas instituições de ensino na América do Sul — uma de São Paulo (SP) e outra do Paraguai. A vencedora ganhará até 100 mil dólares para desenvolver trabalhos ligados a energia e sustentabilidade.

Além da possibilidade do prêmio, a experiência de conhecer outro país é muito comemorada pelo estudante. “Nunca fui além de Goiás, quanto mais a um lugar com cultura tão diferente. Estou muito ansioso”, anima-se Odair.

O grupo, que retorna no dia 20, vai visitar parques temáticos e cidades que usam energia sustentável, como Dubai.