7/3/18 10:26
Atualizado em 2/4/18 às 17:17

Centro de Atenção Psicossocial é inaugurado em Brazlândia

Espaço funcionará das 7 às 18 horas e é a primeira unidade pública de saúde mental da região administrativa

Foi inaugurado nesta quarta-feira (7) o Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) de Brazlândia. A unidade, no Setor Veredas (Quadra 1, Área Especial 2), é a primeira de saúde mental da região administrativa.

Foi inaugurado nesta quarta-feira (7) o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Brazlândia. A unidade, no Setor Veredas (Quadra 1, Área Especial 2), é a primeira de saúde mental da região administrativa.
Foi inaugurado nesta quarta-feira (7) o Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) de Brazlândia. A unidade, no Setor Veredas (Quadra 1, Área Especial 2), é a primeira de saúde mental da região administrativa. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

O espaço funcionará das 7 às 18 horas, com serviços de acolhimento, atendimento individual e em grupo e visita domiciliar.

“Este centro, certamente, vai ajudar as pessoas com transtorno mental que antes tinham que se deslocar para Ceilândia, a 22 quilômetros daqui, e que agora serão atendidas próximo de suas residências”, disse o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, na cerimônia de inauguração nesta manhã.

Nos primeiros três meses, o público-alvo será formado por pessoas acima de 16 anos acometidas por transtornos mentais e dependência química, além de familiares. Posteriormente, crianças também serão atendidas.

“A expansão dos CAPs é um dos principais pontos de uma política de saúde mental mais humanizada, sem aquela ideia de manicômio, com a qual nós não concordamos e que tem regredido no Brasil inteiro”, disse o secretário de Saúde, Humberto Fonseca.

A equipe técnica é composta por médico, enfermeiro, psicólogos, terapeuta ocupacional, técnicos de enfermagem e técnico administrativo. Os profissionais foram remanejados de outras áreas para compor o quadro.

Unidade de Brazlândia é a 18ª do DF

A unidade inaugurada hoje em Brazlândia é a 18ª do Distrito Federal.

De acordo com a Secretaria de Saúde, dos outros 17 CAPs, sete são voltados para o atendimento de pessoas com problemas com álcool e com drogas. Eles estão no Guará, no Itapoã, em Ceilândia, no Setor Comercial Sul, em Santa Maria, em Sobradinho e em Samambaia.

Quatro atendem crianças e adolescentes menores de 18 anos com sofrimento psíquico grave e menores de 16 anos em uso ou abuso de álcool e drogas. Esses ficam na Asa Norte, no Recanto das Emas, em Sobradinho e em Taguatinga.

Outros seis são para atendimento de transtornos mentais e estão no Plano Piloto, em Taguatinga, no Paranoá, em Planaltina, em Samambaia e no Riacho Fundo.

Edição: Paula Oliveira

Galeria de Fotos

Centro de Atenção Psicossocial é inaugurado em Brazlândia