9/4/18 9:02
Atualizado em 18/4/18 às 18:45

Dez regiões administrativas promovem eventos do aniversário de Brasília

Programação contempla teatro, dança, audiovisual e música. Crianças e jovens são público-alvo de destaque nesta edição

A descentralização dos eventos relacionados ao 58º aniversário de Brasília permite a inclusão de diversos públicos à festa. Para isso, a programação se estenderá a dez regiões administrativas do Distrito Federal — antes e depois de 21 de abril.

As atividades contemplam teatro, dança, cinema e música, com especial destaque para crianças e jovens. As ações estarão distribuídas nas seguintes regiões administrativas:

  • Brazlândia
  • Ceilândia
  • Gama
  • Planaltina
  • Plano Piloto
  • Recanto das Emas
  • Santa Maria
  • Sobradinho
  • Sudoeste
  • Taguatinga

O objetivo é que mais pessoas tenham acesso às atividades, de acordo com a subsecretária de Políticas de Desenvolvimento e Promoção Cultural, da Secretaria de Cultura, Mariana Soares.

“É a festa que Brasília merece, plural e diversa. Queremos descentralizar e diversificar a programação, com diferentes linguagens e diferentes públicos”, afirma.

"É a festa que Brasília merece, plural e diversa. Queremos descentralizar e diversificar a programação, com diferentes linguagens e públicos"Mariana Soares, subsecretária de Políticas de Desenvolvimento e Promoção Cultural

O repertório de ações é organizado pela Cia Voar de Teatro de Bonecos em parceria com a Secretaria de Cultura do DF.

A entidade foi escolhida por meio do Chamamento Público nº 19, de 25 de outubro de 2017.

A festa conta ainda com participação de eventos parceiros, como o festival Quando as Ruas Chamam, do Serviço Social da Indústria do Distrito Federal (Sesi-DF), em 14 e 15 de abril, em Ceilândia.

O festival República Blues, de 18 a 21 de abril, no Complexo Cultural da Funarte, também se soma à lista de atrações.

Abril Indígena na programação do aniversário de Brasília

Como forma de dar mais visibilidade à pauta do movimento, o Abril Indígena contará com ações como oficinas, exposições e cine-debates.

Até 28 de abril, o Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental, recebe atividades conduzidas por representantes de etnias. A entrada é gratuita.

15 de abril (domingo)
Espetáculo Tramoias pra enganar a morte, da Cia. Voar
Das 11 às 16 horas
Parque Bosque do Sudoeste

17 de abril (terça)
Espetáculo On co tô? Quem cô sô? Prom cô vô, do Circo
Navegador (SP)
Às 10 horas
Escola Classe 21 de Ceilândia (EQNN 4/6, Área Especial 4/6,
Guariroba)

Espetáculo João e o pé de feijão, da Cia. Voar
Às 14 horas
Escola Classe 21 de Ceilândia

18 de abril (quarta)
Espetáculo O circo de Lampezão e Maria Botina, da Caravana
Tapioca (PB)
Às 9h30
Centro de Ensino Fundamental 8 de Sobradinho (Área Especial, AR
3)

Espetáculo On co tô? Quem cô sô? Prom cô vô, do Circo
Navegador (SP)
Às 15 horas
Centro de Ensino Fundamental 8 de Sobradinho

19 de abril (quinta)
Espetáculo O circo de Lampezão e Maria Botina, da Caravana
Tapioca (PB)
Às 8h30
Centro de Ensino Fundamental 10 do Gama (EQ 16/26 e EQ 19/22,
Setor Oeste do Gama)

Apresentação Boneco de Cor, do Teatro do Maleiro (GO)
Às 13h30
Centro de Ensino Fundamental 10 do Gama

20 de abril (sexta)
Espetáculo O Magicontador, de Eric Chartiot (RS)
Às 10 horas
Centro de Ensino Fundamental 801 do Recanto das Emas (Quadra
801, Área Especial)

Espetáculo O romance do vaqueiro Benedito, do Mamulengo
Presepada
Às 14 horas
Centro de Ensino Fundamental 801 do Recanto das Emas

23 de abril (segunda)
Espetáculo O Lançador de Foguetes, da Cia. De Pernas Pro Ar
(RS)
Às 10 horas
Escola Classe 203 de Santa Maria (CL 203, lote A1)

Apresentação Mimicando, de Miqueias Paz
Às 14 horas
Escola Classe 203 de Santa Maria

24 de abril (terça)
Oficina de perna de pau
Das 14 às 17 horas
Instituto Aprender de Planaltina (EQ 3/4, Jardim Roriz)

Show de música instrumental com Marcos Farias
Às 20 horas
Centro de Ensino Fundamental 11 do Gama (Quadra 1, Área
Especial)

25 de abril (quarta)
Oficina de malabares
Das 14 às 17 horas
Obras Sociais São Sebastião de Brazlândia (EQ 2/4, Setor Norte)

26 de abril (quinta)
Oficina de cantigas de roda
Das 14 às 17 horas
Espaço Cultural Azulim de Sobradinho II (AR 9)

29 de abril (domingo)
Espetáculo Os meninos verdes, da Cia. Voar
Das 11 às 16 horas
Parque do Cortado, em Taguatinga

De 28 de abril a 2 de junho
Espetáculo Brasília — brinquedo de ler (para crianças de 3 a 8
anos)
Aos sábados, em duas sessões: às 15 e às 16 horas
Gramado do Panteão da Pátria

27 de abril (sexta)
Projeção mapeada sobre a Maquete do Plano Piloto, no Espaço
Lucio Costa, na Praça dos Três Poderes
A partir das 20 horas

Segunda (23)

Às 9 horas
Apresentação de O Lançador de Foguetes, da Cia Pernas pro Ar (RS)
Às 14 horas
Apresentação de Mimicando, de Miqueias Paz
No Núcleo de Ensino da Unidade de Internação de Santa Maria

Domingo (29)

Às 11 e às 16 horas
Apresentação de Os meninos verdes, da Cia Voar de Teatro de Bonecos
No Parque Saburo Onoyama, em Taguatinga

Cine-debate
De 24 a 27 de abril
Às 19 horas
Exibição de Índios no Poder e Martírio (terça); de Para’i e Ex-Pajé
(quarta); de Tapayuna e Piripkura (quinta); Tempo de Kuarup e
Índio Presente (sexta)
Também estão previstas atividades como apresentação de luta,
bate-papo e exibição de fotos

No Terreiro do Memorial dos Povos Indígenas

A arte da cerâmica
13 e 14 de abril (sexta e sábado)
Das 14 às 18 horas (sexta) e das 10 às 16 horas (sábado)
No Terreiro do Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental

A arte da pintura corporal
20 e 21 de abril (sexta e sábado)
Das 15h30 às 19h30 (sexta) e das 10 às 16 horas (sábado)
No Terreiro do Memorial dos Povos Indígenas

A Arte da Cestaria
27 e 28 de abril (sexta e sábado)
Das 16 às 20 horas (sexta) e das 10 às 16 horas (sábado)
No Terreiro do Memorial dos Povos Indígenas

Ocupação Culturas Vivas
De 13 de abril a 30 de junho
De terça-feira a domingo, das 10 às 21 horas (em abril) e das 9 às 17 horas (em maio e junho)
No Espaço Expositivo do Memorial dos Povos Indígenas, no Eixo Monumental

Yawalapiti – Entre Tempos
De 19 de abril a 20 de maio
Abertura da mostra às 19 horas, com apresentação de flauta sagrada
No Museu Nacional, no Complexo Cultural da República

14 e 15 de abril (sábado e domingo)
Festival Quando as Ruas Chamam
Sesc Ceilândia (QNN 27, Área Especial)

De 18 a 21 de abril
Festival República Blues
Complexo Cultural da Funarte (Eixo Monumental, próximo à Torre de T)

Edição: Vannildo Mendes