10/5/18 12:01
Atualizado em 10/5/18 às 18:09

Com o fim das chuvas, obras de infraestrutura avançam em Vicente Pires

Quatro trechos da região administrativa recebem trabalhos de drenagem e pavimentação. Investimentos no local somam R$ 463 milhões, recursos do DF e da União

A seca é o período em que as obras de infraestrutura avançam com maior rapidez no Distrito Federal. Em Vicente Pires, a drenagem e a pavimentação progridem nos quatro trechos, tanto nas terras de propriedade do DF quanto nas da União.

Quatro trechos de Vicente Pires recebem trabalhos de drenagem e pavimentação. Investimento no local somam R$ 463 milhões, recursos do DF e da União. O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, vistoriou o local nesta quinta-feira (10).
Quatro trechos de Vicente Pires recebem trabalhos de drenagem e pavimentação. Investimentos no local somam R$ 463 milhões, recursos do DF e da União. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Vicente Pires tem cerca de 2,2 mil hectares. Ao todo, serão feitos 185,6 quilômetros de drenagem pluvial e 253,4 quilômetros de pavimentação asfáltica em vias equivalentes a 7 metros de largura, além de calçadas e meios-fios.

Em vistoria nesta quinta-feira (10), o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, disse que vai aproveitar o tempo seco para avançar na drenagem das áreas principais de Vicente Pires. “Essa obra é extremamente importante do ponto de vista ambiental, porque a falta de drenagem ao longo dos anos provocou o assoreamento do Lago Paranoá.”

As áreas visitadas foram a Chácara 35 e a Avenida São Sebastião, ambas na Colônia Agrícola Samambaia, no Trecho 3, e as Ruas 4C e 8, no Trecho 2. Nos quatro locais, as intervenções estão avançadas. Na avenida, por exemplo, já estão instaladas drenagem, pavimentação e calçadas.

Vicente Pires recebe investimento de quase meio bilhão de reais

Os investimentos em obras de infraestrutura em Vicente Pires somam R$ 463 milhões, sendo R$ 397 milhões da Caixa Econômica Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Pavimentação e Qualificação de Vias e outros R$ 65 milhões de contrapartida do governo de Brasília.

O Trecho 1 e o Trecho 3 são do Distrito Federal e estão com os trabalhos mais avançados. Nos Trechos 2 e 4, foi necessária permissão da União para começar os trabalhos, o que causou maior demora.

Como está o andamento das obras em cada trecho de Vicente Pires

No Trecho 1, nas imediações da Estrada Parque Taguatinga (EPTG) e do Pistão Norte (na antiga Colônia Agrícola Samambaia), as obras começaram em dezembro de 2015. A drenagem está 20% executada, e a pavimentação, 10%. O investimento é de R$ 90,4 milhões na construção de 45,5 quilômetros de redes de drenagem pluvial e de 70 quilômetros de asfalto.

As obras de urbanização do Trecho 3 começaram em setembro de 2015. No local, são investidos R$ 34 milhões na construção de 27,3 quilômetros de rede de drenagem, 42 quilômetros de pavimentação asfáltica e 101 quilômetros de calçadas. Até o momento, estão executadas 35% das obras de drenagem e 30% da pavimentação.

Como as obras nos Trechos 2 e 4 foram licenciadas no fim de 2016, em pleno período chuvoso, não foi possível iniciá-las de imediato. Elas começaram efetivamente em março de 2017.

No Trecho 2, são construídos 99,3 quilômetros de drenagem — 7% estão executados — e 124,4 quilômetros de pavimentação — 4% estão prontos.

No Trecho 4, estão sendo feitos 13,5 quilômetros de drenagem e 17 quilômetros de pavimentação. Até agora, estão executados cerca de 12% de drenagem e 5% de pavimentação.

Edição: Marina Mercante

Galeria de Fotos

Com o fim das chuvas, obras de infraestrutura avançam em Vicente Pires