10/5/18 19:13
Atualizado em 10/5/18 às 19:13

Representantes da Marcha em Defesa da Moradia pedem apoio logístico

Em reunião com Rollemberg nesta quinta (10), lideranças de movimentos sociais apresentaram sugestão de local para o acampamento. Encontro nacional será em Brasília, de 5 a 7 de junho

Representantes de seis movimentos nacionais por habitação reuniram-se na tarde desta quinta-feira (10) com o governador Rodrigo Rollemberg, no Palácio do Buriti. O grupo reivindicou apoio logístico à Marcha em Defesa da Moradia, marcada para ocorrer de 5 a 7 de junho, em Brasília.

Em reunião com o governador Rodrigo Rollemberg nesta quinta (10), lideranças de movimentos sociais apresentaram sugestão de local para o acampamento. Encontro nacional será em Brasília, de 5 a 7 de junho
Em reunião com o governador Rodrigo Rollemberg nesta quinta (10), lideranças de movimentos sociais apresentaram sugestão de local para o acampamento da Marcha em Defesa da Moradia. Encontro nacional será em Brasília, de 5 a 7 de junho. Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília

A estimativa das lideranças sociais é a de que aproximadamente 1,5 mil pessoas cheguem à capital na madrugada de 5 de junho. São caravanas vindas das cinco regiões do País.

O governador indicou o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), Gilson Paranhos, como interlocutor entre os líderes dos movimentos e o Executivo local. Segundo Rollemberg, a solicitação deve ser respondida até a próxima semana.

A infraestrutura necessária para a marcha inclui banheiros químicos, tendas e segurança. O local sugerido pelos movimentos para o acampamento foi um terreno ao lado do prédio do Ministério das Cidades, entre o Setor Bancário Sul e a Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida.

Participaram do encontro membros das seguintes entidades:

  • Central de Movimentos Populares (CMP)
  • Confederação Nacional de Associações de Moradores (Conam)
  • Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB)
  • Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos (MTD)
  • Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM)
  • União Nacional por Moradia Popular (UNMP)

Segundo os organizadores da manifestação, o principal objetivo é ampliar o diálogo com a administração pública federal e promover a reconstrução das políticas urbanas, com ênfase na habitação, no saneamento e na mobilidade.

Edição: Raquel Flores

Galeria de Fotos

Representantes da Marcha em Defesa da Moradia pedem apoio logístico