15/5/18 19:58
Atualizado em 15/5/18 às 20:30

Três presos não retornaram do saidão do Dia das Mães

Considerados foragidos, eles representam 0,3% dos 987 detentos liberados para ficar com os familiares de 11 a 14 de maio

Dos 987 detentos liberados para a saída temporária do Dia das Mães, três não voltaram às unidades prisionais no período previsto — até as 10 horas dessa segunda-feira (14). Eles representam 0,3% do total e são considerados foragidos.

Os presos cumprem penas em regime semiaberto e foram autorizados pela Vara de Execução Penal a ficar com os familiares de 11 a 14 de maio.

Os que não se apresentaram no prazo estabelecido podem perder direito ao regime semiaberto quando forem recapturados, além de responder a inquérito disciplinar.

Informações sobre os fugitivos podem ser dadas às forças de segurança por meio dos seguintes telefones:

  • 190 (Polícia Militar)
  • 197 (Polícia Civil)
  • (61) 3339-1345 (Diretoria Penitenciária de Operações Especiais – Subsecretaria do Sistema Prisional do DF)
  • (61) 98626-1197 (WhatsApp da Polícia Civil)

O chamado saidão é concedido aos detentos que tenham sido beneficiados com autorização para saídas temporárias.

Entre outras restrições, os sentenciados não podem estar respondendo a inquérito disciplinar por falta de natureza grave nem cumprindo sanção disciplinar.

Essa foi a terceira saída temporária de 2018. No ano todo, serão nove saidões, o que totaliza os 35 dias determinados pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios. Os períodos de liberdade não são, necessariamente, vinculados a datas comemorativas.