8/11/18 8:56
Atualizado em 8/11/18 às 9:35

Codeplan doa acervo histórico ao Arquivo Público do DF

Entre os documentos estão estudos geográficos, mapas e livros. São 11,08 metros lineares de materiais que constavam do acervo da companhia

Como forma de preservar a memória da capital do País, a Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) repassou documentos históricos ao Arquivo Público do DF. São 11,08 metros lineares de livros, mapas e caixas de arquivos que constavam do acervo da companhia.

A medida segue a iniciativa de envio do Relatório Cruls — que faz parte do acervo e já está no Arquivo Público. O documento é uma das obras mais significativas da história de Brasília e resultado de expedição homônima que definiu limites e fronteiras do que viria a ser o território do DF.

11,08 metros linearesExtensão da quantidade de materiais da Codeplan doados ao Arquivo Público

O mapeamento das obras foi feito por uma comissão, que resgatou publicações distribuídas em salas e diretorias da Codeplan. A equipe, formada por quatro servidores da companhia, também fez a limpeza do material, com volume de 90 caixas-arquivo.

“Nós tínhamos, na Codeplan, a história da empresa e do DF. São estudos socioeconômicos, cartográficos, geodésicos, ambientais e urbanos que, agora, ficam disponíveis para toda a população”, explicou a analista de organização e método da Codeplan, Elizabeth Alfinito.

Também constam do acervo materiais e documentos referentes à Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride).

A entrega do material ao Arquivo Público foi formalizada por meio de assinatura do Termo de Recolhimento do Acervo Historiográfico do Distrito Federal e Região Metropolitana ao Arquivo Público do Distrito Federal.

Agora, a segunda etapa do projeto prevê o repasse de documentos à Biblioteca Nacional de Brasília. Uma equipe permanente trabalha no levantamento das obras que podem ser destinadas ao órgão. A expectativa é que o material seja transferido até dezembro.

Edição: Vannildo Mendes