23/2/19 10:07
Atualizado em 23/2/19 às 10:07

Cinco blocos saem às ruas, neste sábado, no pré-Carnaval brasiliense

A programação é variada e contempla Asa Norte, Asa Sul e, também, o Eixo Monumental. É importante, porém, ter cuidado com a segurança

Programação do Carnaval do Distrito Federal para este sábado (23.02)

Este sábado (23) promete ser um dia de muita diversão nas ruas do Distrito Federal. O Carnaval brasiliense ganha os espaços em cinco diferentes blocos. E a festa começa logo cedo com  Essa Boquinha Eu Já Beijei + Tuthankasmona, às 11h, no Complexo da Funarte, no Eixo Monumental.  Ao meio-dia, é a vez do terceiro Grito de Carnaval Comboio Percussivo, que toma a área da Praça Zumbi, no Conic.

Para os que desejarem cair na folia um pouco mais tarde – é bom que dá tempo de preparar a fantasia com mais calma -, o Bloco Galocego invade o Setor Bancário Sul, a partir das 14h. E às 15h, o brasiliense festeiro tem diversão dupla. Na CLN 205/206, na Asa Norte, o Bloco Samba do Peleja comanda o esquindô, esquindô. No mesmo horário, o Museu da República, no coração da cidade, recebe o Quem Chupou Vai Chupar Mais. Batucada é o que não vai falar.

A previsão é de que 1,6 milhão de pessoas festejem nos blocos e festas neste Carnaval, de acordo com os dirigentes de blocos carnavalescos. Para manter a ordem e combater a eventual criminalidade, o Governo do Distrito Federal preparou um esquema especial para aumentar a segurança dos foliões durante o período.

Este será o primeiro ano em que o Carnaval de Brasília será monitorado pelo Centro Integrado de Operações de Brasília (CIOB). O monitoramento ocorrerá com apoio de mais de 400 câmeras, com foco em reprimir ações criminosas e orientando os policiais que estarão nas ruas.

Também é preciso ter bastante cuidado com o telefone celular, já que na maior parte dos roubos, os criminosos visam o aparelho. É importante que o folião evite utilizar o telefone em locais de grandes aglomerações e guardá-lo em segurança.

Segurança
Os foliões serão revistados nas proximidades dos blocos, para evitar que circulem com garrafas de vidro e objetos que possam comprometer a segurança dos eventos. O evento foi dividido em três etapas: o pré-carnaval – entre os dias 1ª e 28 de fevereiro; o carnaval – entre 1º e 5 de março; e o pós-carnaval, entre 6 e 23 de março. Nos três períodos, o número de policiais atuando chegará a 7,500.

Em parceria com órgãos de mobilidade, policiais militares irão reforçar a segurança nas estações do metrô e Rodoviária do Plano Piloto. Também haverá reforço nas delegacias e nas proximidades dos eventos. Durante o Carnaval, 584 militares extras serão convocados  para atuarem em 80 viaturas. Em relação ao Detran, o número de agentes para atuação durante o pré e pós Carnaval e nos dias de evento chegará a 870.