3/3/19 16:04
Atualizado em 12/7/19 às 16:33

Comitiva do GDF visita as instalações do Hran

Hospital Regional da Asa Norte é uma das unidades que funcionam normalmente durante o Carnaval

Cumprindo agendamento elaborado pelo governador Ibaneis Rocha, o vice-governador do DF, Paco Britto, se reuniu na manhã deste domingo (3) com o secretário de Saúde, Osney Okumoto, e com o presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF), Francisco Araújo, para uma visita ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Na comitiva também estavam presentes a subsecretária de Atenção Básica, Renata Rainha, e a esposa do vice-governador, Ana Paula Hoff. A equipe foi checar o esquema especial de atendimento programado para este Carnaval.

Durante a visita, Paco Britto ouviu as pessoas que estavam sendo atendidas, reuniu-se com os diretores do hospital e percorreu vários setores da unidade. Para o vice-governador, mesmo com as carências de pessoal encontradas na estrutura pelo atual governo (médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem) a parceria entre a Secretaria de Saúde e o IGESDF tem suprido a rede com medicamentos e insumos mínimos necessários para o atendimento à população.

“O entendimento do governador é de que não existe separação entre IGESDF e secretaria”, resumiu Paco Britto. “Somos uma única equipe, e o objetivo do governador Ibaneis é atender a quem mais precisa, da melhor e mais rápida maneira possível. Estamos aqui para acompanhar, avaliar e corrigir o que for preciso. Essa é a orientação do governador”.

O secretário de Saúde lembra que o atendimento em unidades hospitalares tem de ser constante. “O trabalho da [Secretaria de] Saúde não tem dia, noite, nem feriado, e quem está na ponta, como médicos, enfermeiros e técnicos, tem que ser apoiado e valorizado, como tem sido feito desde o primeiro dia de governo”, afirmou.

Francisco Araújo ressaltou a parceria entre o instituto e a secretaria e frisou que o modelo de gestão da instituição que preside proporciona a agilidade necessária para atender às necessidades da população. “Ninguém aguenta mais ver as pessoas sofrendo e morrendo nas portas dos hospitais, e a ordem do governador é clara e objetiva: o cidadão em primeiro lugar”, declarou.

 

* Com informações da Secretaria de Saúde do DF