5/3/19 13:17
Atualizado em 12/7/19 às 16:31

Segurança divulga balanço da segunda-feira (4)

Ações garantiram que aproximadamente 70 mil foliões se divertissem no terceiro dia de Carnaval

Com uma amenizada da chuva, pelo menos 70 mil pessoas brincaram o Carnaval nos blocos que desfilaram no Distrito Federal, nesta segunda-feira (4), penúltimo dia oficial da folia. O cálculo é da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Só o bloco Encosta que Cresce reuniu mais de quarenta mil pessoas. O Divinas Tetas, aproximadamente 15 mil. O restante ficou por conta dos demais 19 blocos que se divertiram durante todo o dia e noite, em vários pontos do DF, entrando pela madrugada desta terça-feira (5). Mais de mil policiais militares foram mobilizados.

No Setor Carnavalesco do Estádio Nacional Mané Garrincha, onde se concentrou o Encosta que Cresce, a PMDF registrou 15 flagrantes de porte de arma branca (facas, canivetes, estiletes, etc.), e fez uma prisão por porte de arma (garrucha calibre 32). Foram presos 18 adultos e apreendidos 15 adolescentes. Desse total, todos foram liberados após assinar o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), à exceção de um adulto, que foi preso acusado de tentativa de latrocínio. O homem esfaqueou um adolescente, que reagiu a um assalto enquanto se divertia no bloco Encosta que Cresce, por volta das 19h de segunda-feira. O jovem se negou a entregar o celular, foi esfaqueado e passou por cirurgia no Hospital de Base. Na manhã desta terça-feira, o estado de saúde dele estava estável. O agressor, preso e levado para a delegacia, foi autuado em flagrante.

No bloco Divinas Tetas, no Setor Bancário Norte, foi registrado um flagrante de drogas. Um homem foi preso com ecstasy e cocaína. Mais de 300 policiais reforçaram a segurança. Em Águas Claras, onde também havia concentração de foliões, não foram registradas ocorrências. Em Taguatinga, no tradicional bloco Asé Dudu, de acordo com a PMDF, também não houve registro de ocorrências. Cem policiais trabalharam no evento.

Da acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), foram registrados 33 casos de furtos a transeunte, 30 deles de celular; outros sete roubos a transeunte e um caso de embriaguez ao volante. Houve ainda duas ocorrências de danos a bem público.

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) informou que atendeu, até a zero hora desta terça-feira (5), a 32 pessoas, algumas em coma alcoólico, outras por embriaguez. Houve ainda pessoas feridas por instrumento perfurocortante. Duas pessoas foram vítimas de arma branca e outras duas precisaram de atendimento por terem sido agredidas. Outras foram atendidas e medicadas por terem se sentido mal.

O Detran fez 51 abordagens a condutores, nove por alcoolemia, uma por falta de habilitação e 16 por estacionamento irregular. Também foram registrados cinco remoções de veículos e 17 outros tipos de autuações. Equipes de educação do Departamento fizeram ações educativas nos blocos Encosta que cresce (Mane Garrincha) e Carnaval no Parque.

No Metrô, onde o policiamento está reforçado, houve registro de oito trens vandalizados, um extintor de incêndio acionado indevidamente, um vidro de janela quebrado e 19 capas de botão de soco quebradas. Este último número diminuiu com relação ao domingo (3), quando foram registrados 31 ocorrências com o botão de soco.

 

* Com informações da Secretaria de Segurança Pública