6/6/19 19:43
Atualizado em 6/6/19 às 19:43

Secretária de Turismo participa de reunião do Conselho Nacional de Turismo

Mais de 30 representantes do governo federal e do trade turístico brasileiro estiveram presentes

Brasília 06.06.2019//A secretária de turismo do DF, Vanessa Mendonça, participa da reunião do Conselho Nacional de Turismo.Foto Luis Tajes/Setur-DF
Foto: Luis Tajes (Setur-DF)

A melhoria do ambiente de negócios para o turismo e a elaboração de políticas públicas que impulsionem esse segmento no Brasil foram discutidas durante a reunião do Conselho Nacional de Turismo (CNT), que ocorreu na quinta-feira (6), na sede da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), em Brasília. Mais de 30 conselheiros compareceram. Estiveram presentes o ministro da pasta, Marcelo Álvaro Antônio, o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, e outros representantes do governo federal e de associações ligadas ao Turismo.

 “É importante para o impulsionamento do Turismo em Brasília que a Setur esteja presente nas reuniões do Conselho Nacional de Turismo, que é um importante órgão colegiado de assessoramento do ministro da pasta e que agrega importantes considerações para a melhoria e aplicação da Política Nacional de Turismo”, afirmou a secretária Vanessa Mendonça.

 O CNT é composto por representantes do governo federal e por entidades dos diversos segmentos relacionados à atividade turística. O ministro Marcelo Álvaro Antônio abriu a reunião com a apresentação de um vídeo que mostrou as principais ações que foram realizadas pelo Ministério do Turismo desde o início do governo Bolsonaro. Entre os avanços destacados estavam a isenção de vistos para americanos, japoneses, australianos e canadenses; a abertura de 100% do capital para empresas de aviação estrangeiras e a aprovação da nova Lei Geral do Turismo pela Câmara dos Deputados.

 O presidente da Embratur destacou que o setor ganhou protagonismo na nova gestão do país e que o Brasil deve trabalhar para  implementar medidas que transformem a prática turística no Brasil. Ele também comentou que o Instituto irá trabalhar para dobrar o número de estrangeiros que vêm para o Brasil e passar dos seis milhões anuais para 12 milhões. 

*Com informações da Secretaria de Turismo