21/6/19 13:27
Atualizado em 21/6/19 às 17:59

Como a tecnologia vai tornar Brasília a primeira cidade inteligente do país

Campus Party da capital é o maior evento do gênero do Brasil e promete levar cerca de 120 mil pessoas ao Estádio Nacional Mané Garrincha. Nesta sexta-feira (21), a primeira-dama Mayara Noronha visitou a feira

O Governo do Distrito Federal quer tornar Brasília a primeira cidade inteligente do Brasil e da América Latina. Priorizando tecnologia, os primeiros seis meses de gestão colecionam investimentos e lançamentos na área. Até domingo (23), a capital recebe a maior Campus Party do País, no Estádio Nacional Mané Garrincha, movimentando a economia local e os sonhos de milhares de apaixonados pela cultura hightech. Nesta sexta-feira (21), a primeira-dama Mayara Noronha visitou a feira.

Nada melhor que incentivar nossa juventude, com a mente aberta, que é possível sim criar e investir em tecnologia.Mayara Noronha, primeira-dama do DF

“A Campus Party é um mundo à parte”, afirmou a primeira-dama ao chegar à estrutura montada no coração de Brasília. Para ela, a iniciativa pode refletir na empregabilidade: “a gente sabe que é um mercado que só cresce, tem perspectiva de expansão e o mundo clama por inovações”.

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília
A primeira-dama Mayara Noronha testa Asa Delta virtual: mundo à parte

Inovação, inclusive, é uma das prioridades apontadas pelo chefe do Executivo Ibaneis Rocha desde o início da gestão. “A obrigação de um gestor público é olhar por sua comunidade. O GDF veio para investir, aprimorar e inovar com apoio integral do governador”, lembrou Mayara. Na feira, ela participou do simulador de asa delta, da oficina para impressões em 3D e visitou a área de camping, além de conhecer o Py Ladies, um grupo de mulheres que incentiva a participação feminina na área de tecnologia e programação.

Aqui, secretários já andam em carros elétricos, há Wi-Fi Social gratuito em pontos público do Distrito Federal e acesso ao Office 365 da Microsoft para todos os alunos da rede pública. Em breve, os veículos elétricos também serão usados para compartilhamento de viagens. Tudo isso, conta o secretário de Ciência,Tecnologia e Inovação, é feito mirando uma meta específica: “Brasília nasceu moderna, é contemporânea e será a primeira cidade inteligente do Brasil e da América Latina com apoio do governador Ibaneis e da primeira-dama Mayara Noronha”, revela o titular da pasta, Gilvan Máximo.

10 milÉ o número de alunos da rede pública com acesso à Campus Party

Assim, a Campus Party se torna instrumento para valorização e imersão, inserindo mais de 10 mil alunos da rede pública ao ambiente hightec, com contato com tecnologias, drone, produção de robôs. São mais de 580 projetos em desenvolvimento na feira. “Temos vários gênios que não têm oportunidade de desenvolvimento. Vamos levar laboratórios de tecnologia a todas as Regiões Administrativas do DF para dar oportunidade aos pequenos gênios da capital”, diz.

Sobre a Campus Party

Em sua terceira edição, a Campus Party Brasília 2019 é a segunda maior do mundo. O evento vai até domingo (23) com mais de 350 horas de conteúdo e atividades. A programação nesse período não para: ocorre 24 horas por dia. Segundo a organização, a expectativa é receber cerca de 120 mil pessoas, com 80% das atrações gratuitas. 

O espaço aberto ao público, o Open Campus, tem atividades como simuladores de realidade virtual e aumentada, batalhas de drones, e mostra de projetos acadêmicos e startups. No camping, foram montadas as 2 mil barracas que ficarão à disposição dos campuseiros. Na Arena, estão quatro palcos: Feel The Future, Coders, Creativity e Entrepreneurship; e os espaços para workshops IoT, Creators e Startups.

Serviço

Campus Party Brasília – 3ª Edição
Arena: 19 a 23 de junho
Local: Estádio Mané Garrincha
Horários: De quinta até sábado das 10h às 20h – circulação até 21h | Domingo das 10h às 16h – circulação até 17h

Galeria de Fotos

Primeira Dama visita a Campus Party