25/6/19 21:23
Atualizado em 26/6/19 às 15:31

Paco Britto recebe secretário de Saúde do MS e apresenta modelo de gestão no setor

Objetivo da visita foi conhecer atividades do Iges-DF e aplicar modelo em hospital regional daquele estado

Com o objetivo de visitar e conhecer as atividades do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) – e, assim, futuramente implantar o modelo apresentado pelo Iges-DF no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Maria Pedrossian –, o secretário de Saúde de Campo Grande (MS), Geraldo Resende Pereira, foi recebido pelo vice-governador Paco Britto, nesta terça-feira (25), no Palácio do Buriti. Na oportunidade, as autoridades se dirigiram também à sede do Hospital de Base para que fosse apresentado, durante reunião no local, o modelo de serviço social autônomo do instituto.

Paco Britto disse durante reunião com o secretário, no prédio do IHB, que o Governo do Distrito Federal “está à disposição”. O vice-governador determinou ainda ao secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, também presente ao encontro, que fizesse a apresentação em cima do modelo já apresentado ao governador do MS, Reinaldo Azambuja.

“Por conhecer muito bem o sistema de Saúde do Mato Grosso do Sul, procurei receber o secretário de Saúde, a pedido do vice-governador, para fazer a apresentação do hospital e demonstrar as atividades do instituto Iges-DF”, frisou Okumoto, acrescentando que está à disposição do Governo do Mato Grosso do Sul e o auxiliará na implantação do Iges, “caso seja decisão do governador do MS”.

Também participou do encontro o diretor-presidente do Iges-DF, Francisco Araújo, e a assessoria jurídica do Governo do MS, com o intuito de receber conhecimento do arcabouço jurídico que define as atividades do instituto.

O secretário de saúde do MS avaliou, durante a reunião, que está preocupado com o tipo de governança empregada no estado em relação à Saúde. “A modelagem é diferente. Mas já defini, e sei que vou enfrentar resistência nas corporações”, explicou, sinalizando, no entanto, que pretende empregar o modelo de gestão apresentado pelo Governo do Distrito Federal.

Iges-DF

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal, além de gerir o Hospital de Base, também tem responsabilidade de gestão sobre o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e as seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do DF. O Instituto é resultado da ampliação do modelo Instituto Hospital de Base (IHBDF), que foi criado pela Lei 5.899, de 03 de julho de 2017.

A mudança permitiu ao instituto uma gestão moderna, baseada em resultados, com metas e indicadores de qualidade que permitem manter o abastecimento de insumos e a manutenção de equipamentos, além da reposição rápida da força de trabalho necessária ao funcionamento do maior hospital do DF.

A formalização do contrato, que alterou o modelo de administração do Instituto, representa a transferência da gestão patrimonial, orçamentária e de pessoal dessas oito estruturas, incluindo já o Hospital de Base, para o Iges-DF. Caberá ao Instituto a prestação de serviços de assistência à saúde qualificada e gratuita aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).