11/7/19 10:45
Atualizado em 11/7/19 às 14:48

Conselho Distrital de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos recebe premiação

Honraria é dada pelo grupo Beijo Livre a pessoas e instituições que lutam por mais direitos para essa população 

O Conselho Distrital de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos ( CDPDDH), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus-DF), recebeu o Prêmio Beijo Livre de Direitos Humanos LGBT, na categoria Cidadania, durante o lançamento do Festival Brasília Orgulho 2019.
 
O prêmio é uma honraria dedicada à diversidade de orientação sexual e foi gestado em homenagem ao grupo Beijo Livre, criado em 1969, que é o primeiro organizador ativista Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais (LGBT) da capital federal e um dos pioneiros no Brasil.

Nesta quarta-feira (10/07) os nomes dos novos integrantes do CDPDDH para o mandato de 2019/2021 foram publicados no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). O subsecretário de Direitos Humanos e Igualdade Racial, Juvenal Araújo e o assessor especial, Diego Moreno, este último na condição de suplente, fazem parte do colegiado.

Atuação 

O Conselho foi responsável por diversas ações visando garantir políticas públicas voltadas ao segmento LGBT. Realizou audiência pública para debater crimes de LGBTfobia, divulgou nota em apoio à assinatura da Portaria nº 277, de 28 de setembro de 2017, que institui a Política Cultural LGBTI, para valorização e fomento da cultura LGBTI do Distrito Federal; posicionou-se sobre a ilegalidade do Decreto que susta a regulamentação da Lei nº 2.615/2000, que proíbe qualquer tipo de discriminação por conta da orientação sexual; entre outras ações relevantes.

A coordenadora de Diversidade LGBT da Sejus, Paula Benett, também recebeu o Prêmio Beijo Livre de Direitos Humanos LGBT, na categoria Gestão Pública.

Paula Benett: prêmio Beijo Livre

Para o Subsecretário Juvenal Araújo, as premiações conferidas no Prêmio Beijo Livre de Direitos Humanos LGBT, nas categorias Gestão Pública e Cidadania, reforçam que a Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania permanecerá na incansável luta em prol do segmento LGBT, coadunando com propósitos intitulados pela pasta, no fortalecimento e apoio ao CDPDDH e à Coordenação de Diversidade, vinculada à Subsecretaria de Políticas de Direitos Humanos e de Igualdade Racial”.

* Com informações da Sejus-DF