15/7/19 12:27
Atualizado em 15/7/19 às 14:09

Jovens intercambistas se reuniram no CAT do Setor Hoteleiro Norte

Feira Global da Aiesec contou com a presença de estudantes, entre 18 e 23 anos, de 11 países, entre eles Itália, Canadá, França, Marrocos e Tunísia

Intercambistas se reúnem em CAT durante o final de semana. Foto: Luís Tajes/Secretaria de Turismo

O Centro de Atendimento ao Turista (CAT) do Setor Hoteleiro Norte sediou a Feira Global da Aiesec, que é considerada a maior organização estudantil do mundo e que promove intercâmbio entre jovens de mais de 120 países. O evento reuniu cerca de 40 pessoas, sendo 20 estudantes de 11 nações diferentes, entre elas Itália, Canadá, França, Marrocos, Tunísia e países da América Latina.

Os intercambistas, entre 18 e 23 anos, puderam apresentar, no sábado (13), a culinária local de seus países, dançaram ao som de músicas típicas e vivenciaram muitas experiências. A Aiesec promove esse encontro três vezes ao ano. Essa foi a segunda edição de 2019, e a primeira vez que a reunião aconteceu em um Centro de Atendimento ao Turista. “Nossos CAT estão sempre abertos para receber eventos que valorizem a nossa cidade, divulguem a nossa hospitalidade e difundam a cultura brasiliense para o mundo”, afirmou a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça.

Para a diretora de Relações Públicas da Aiesec, Izabela Fam, a escolha do local foi feita porque os intercambistas também são turistas que vêm para Brasília. “O CAT deve ser visto como um ponto turístico. É importante que os nossos estudantes saibam que esses lugares também podem passar as informações do que está acontecendo na cidade e nossos encontros têm a característica de trazer uma multinacionalidade para Brasília”, afirmou Izabel.

Culturas
“O encontro da Aiesec foi uma grande oportunidade para conhecermos pessoas e culturas de outras nacionalidades. Aqui pudemos conhecer como se vive ou o que se come em outros países”, comentou a mexicana da Cidade do México, Úrsula Vargas, 20 anos. Encantada com a arquitetura de Brasília, a intercambista que chegou há uma semana está ansiosa para conhecer a capital do Brasil. “As pessoas são muito agradáveis e a cidade é linda”, frisou Úrsula. “Gostei muito de Brasília. Quero viver aqui”, também comentou o argentino de La Rioja, Emnuel Piearte, 20 anos.

*Com informações da Secretaria de Turismo