4/8/19 13:29
Atualizado em 5/8/19 às 14:07

Com tudo às claras, parque Olhos d’Água registra aumento de frequentadores

Novas lâmpadas substituem sistema convencional, proporcionando mais segurança ao espaço ecológico da Asa Norte

Antes, as lâmpadas eram as amarelas, de menor alcance
Agora, com o sistema de iluminação em led, visibilidade e segurança aumentaram

As caminhadas que a estudante Naira Dourado gosta de fazer ao entardecer têm como destino preferido o parque ecológico Olhos d’Água. Localizado nas quadras 413/414 da Asa Norte, o espaço, que reúne um público numeroso e diversificado aos fins de semana, ganhou novas luzes.

 “Decidi vir aqui porque a iluminação está ótima e me sinto mais segura”, resume Naira, que é moradora da Asa Norte. Ela comemora a parceria entre a Secretaria de Obras (Semob) e a Companhia Energética de Brasília (CEB) que possibilitou a substituição das 88 lâmpadas convencionais amarelas por luminárias de led, mais eficientes tanto em iluminação quanto em economia.

Segurança

Também moradora da Asa Norte, Maiara Bagio percebeu a diferença na iluminação do parque e levou seu filho Max, de dois ano,s pela segunda vez para brincar lá à noite. “Eu costumava vir mais cedo, mas agora, com a nova iluminação, estamos vindo depois do escurecer”, conta. “Todo o parquinho está iluminado e eu me sinto segura para trazê-lo”.

O raio de alcance maior é destaque nas novas lâmpadas. “Para o trabalho da segurança, essa luz contribui muito”, avalia o vigilante Vicente Luz, que trabalha no parque Olhos d’Água. “A luz convencional é amarela e dificulta a nossa visão, deixa turva. Está muito melhor agora e tenho certeza que vai atrair mais gente para cá”.

Maiara e o pequeno Max: “Todo o parquinho está iluminado e eu me sinto segura para trazê-lo”| Fotos: CEB/ Divulgação

Custo retornável

A obra custou R$ 50 mil ao GDF, e com a economia de energia proporcionada, esses recursos retornarão aos cofres públicos no médio prazo. Segundo o engenheiro eletricista Paulo Henrique Nazareth, da CEB, o sistema permite a redução de até 60% de gastos no consumo.

Enquanto isso, passear pelo parque Ecológico Olhos d’Água desponta como opção que conquista cada vez mais moradores interessados em descansar da rotina, contemplar a natureza e cuidar da saúde, caminhando ou fazendo exercícios.

* Com informações da CEB