19/8/19 15:38
Atualizado em 19/8/19 às 15:55

GDF Presente leva vida e acessibilidade ao Parque das Garças

Local não dispunha sequer de locais para assento, e agora terá 16 bancos e quatro mesas em uma primeira intervenção

Principal preocupação do GDF é com portadores de deficiência e idosos, que tinham dificuldade em utilizar o local | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Quase um pedaço de ilha localizado no fim do Lago Norte, o Parque das Garças tem uma beleza exuberante que os brasilienses poderão apreciar com mais assiduidade a partir de agora. Localizado na QI 15, próximo ao Clube do Congresso, o parque receberá intervenções do GDF Presente e será adaptado. O resultado será ainda mais conforto para quem o utiliza.

A principal preocupação do governo do Distrito Federal é com as pessoas portadoras de deficiência e idosos, que tinham dificuldade em utilizar o local. Desde a última quarta-feira (14) estão sendo construídas pistas de acessibilidade a portadores de necessidades especiais, além de serviços como retirada e poda de árvores tombadas. Placas de sinalização horizontal e vertical localizadas em frente ao parque foram revitalizadas.

Também será colocado um conjunto de mesas e bancos de onde se poderá contemplar o parque, que até então não dispunha de locais para assento. Inicialmente serão colocados 16 bancos e quatro mesas. Outras ações pontuais de melhoria serão entregues na próxima semana.

No espaço, à beira-lago, pode-se praticar vários esportes aquáticos, como kite surf e stand up paddle. O administrador da região, Marcelo Silva, explica que as atividades que o parque possibilita são praticadas por um público com idade e restrições diversas.

“As pessoas com limitações precisam ser respeitadas e nós vamos abrir o parque a todos, pois ele é uma riqueza que temos e que não está sendo usufruída da forma que merecemos”, afirma o administrador.

Educador físico e responsável pelo projeto Superação, em curso no Parque das Garças, Daniel Lino relata as dificuldades que os frequentadores encontram. “Há vários anos nós reivindicávamos isso. Essa nova gestão está olhando para o nosso parque, principalmente no lado da inclusão. O acesso dos cadeirantes era bem restrito, a família tinha que ajudar a empurrar até o lago e o caminho é cheio de relevos”, declara.

Sossego

Ideal para aqueles que buscam um local tranquilo e conectado a natureza, o Parque das Garças ao lado do tradicional Clube do Congresso, no ponto mais afastado do Lago Norte.

O horário de funcionamento é das 6h às 20h. Qualquer pessoa pode utilizar o parque, um bem público e de uso gratuito.

Galeria de Fotos

GDF Presente leva vida e acessibilidade ao Parque das Garças